Card image
Notícias
BMW M1000RR pode chegar com compressor elétrico

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 10/06/2020
  • Por: Alexandre Nogueira

A BMW Motorrad solicitou ao Escritório da Propriedade Intelectual da União Européia (EUIPO) o registro para três novos nomes, M1000RR, M1300GS e M1000XR, e estas seriam versões esportivas com a sigla “M“ que a Casa Bávara pretende adotar em suas motocicletas esportivas, como já faz na classificação de seus carros.

BMW M1000RR: visão do brilhante Nirjar Mardal para a futura esportiva alemã (Divulgação)

E agora uma nova renderização surgiu, desenvolvida pela mente brilhante do artista digital Nirjar Mardal, mostrando o visual da nova superesportiva M1000RR, sobrealimentada com um inusitado compressor elétrico que a BMW vem desenvolvendo a poucos anos.

Visual futurista minimalista (Divulgação)

Veja também:
Irmãos Marquez treinam motocross (vídeo)
Montesa comemora 75° aniversário com exposição
Marcas realizam ações especiais de vendas em junho

Mardal imaginou como seria a nova M1000RR e a verdade é que seu design é impressionante e garantiu que a nova superesportiva da Casa Bávara tivesse a aparência propícia à esportividade do novo modelo, agressivo e feroz, com seus faróis triangulares salientes, a carenagem complexa com detalhes em fibra de carbono, o assento com a impressão flutuante e a distância entre eixos levemente aumentada, já que o nível de esportividade elevado considera uma distância entre eixos mais longa para mantê-la no trilho nas fortes arrancadas e nas altas velocidades, considerando especialmente que a motocicleta será equipada com um compressor instalado embaixo da moto, indiscutivelmente, a característica mais interessante dos desenhos.

Força inimaginável é um slogan perfeito (Divulgação)

Interessante o fato de que, apesar da agressividade, o visual transmite uma sensação de leveza, principalmente pela pequena rabeta em fibra de carbono, a balança traseira minimalista e as rodas com cinco pontas bem finas.

Faróis triangulares salientes dão o toque futurista (Divulgação)

Até a marca registrada da nova BMW M1000RR aparecer, a teoria sinalizava que a próxima geração da S1000RR seria sobrealimentada. Fontes internacionais especializadas sugerem que a indução forçada poderia adicionar até 16 cavalos de potência ao motor de quatro cilindros em linha de 1.000 cilindradas da S1000RR, para atingir a barreira dos 220 cv de potência, em um conjunto leve e com peso total em torno de 170 kg.

O motor se faz de chassi, para chegar a apenas 160 kg de peso (Divlgação)
Balança monobraço ultra leve em fibra de carbono (Divulgação)

Tudo isso é pura especulação, e é fato que os alemães querem renovar sua imagem de esportividade em duas rodas, mas como a BMW tem o hábito de guardar seus segredos a sete chaves até que estejam prontos para serem revelados, e considerando o quão excelente é o desempenho da S1000RR, faz todo sentido adicionar um pouco do desempenho “M” à imagem das motocicletas.

Conteúdo Recomendado

Comentários