Card image
Notícias
Apresentação Quad: BRP DS 450

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 07/07/2008
  • Por: admin

<p>Antes de começarmos a falar sobre o Can-Am DS 450 EFI, protagonista deste teste, vamos contar um pouco da história da J.A.Bombardier fabricante do ATV.Com sede no Canadá, a empresa nasceu em 1942 e ficou conhecida pelos seus produtos diferenciados. Hoje, karts, jets, sport boats, motores de popa e os quads da Bombardier Recreational Products (BRP) são referências neste segmento de esporte a motor mundo afora.</p>

<p>Com mais de 60 anos no mercado e há seis projetando esta máquina, o principal desafio dos engenheiros era fazer um ATV leve e com desempenho racing sem comprometer sua dirigibilidade. Em 2008, chegou ao Brasil este “canhão” que, só pelo visual agressivo, já intimida e deixa claras suas intenções. O motor Rotax 4-TEC é um dos mais potentes da categoria e o chassi de alumínio sem soldas, com tecnologia aeronáutica, alivia o peso sem comprometer a resistência.</p>

<p>Os freios também se destacam pelas rodas dianteiras com duas pinças invertidas que ajudam a melhorar a performance do sistema e, de quebra, otimizam o trabalho da suspensão graças à geometria que garante um melhor encaixe na roda. Todas essas características dão a este quad uma pilotagem ágil e divertida. Mas vamos ao que interessa, o desempenho na pista!</p>

<p>Para ligar o DS 450, por uma questão de segurança, primeiro é preciso acionar o freio de mão no manete esquerdo e travá-lo. Feito isso, é só virar a chave e apertar o botão da partida elétrica. Com o quad em funcionamento, nota-se um motor “justo”, sem vibrações e com “barulho” discreto, porém, ao acelerar na pista, pode-se sentir nitidamente os mais de 34 cv trabalhando. Em baixas e médias rotações, o motor responde de forma muito rápida e constante e, à medida que as rotações sobem, o desempenho fica ainda mais espetacular. Isso ocorre em todas as 5 marchas, sem exceção.</p>

<p>Com todo esse desempenho, o piloto fica rapidamente ins­tigado a acelerar e logo  começam os pri­meiros saltos, que são amortecidos com to­tal com­petência pe­­la excelente suspensão, que trabalha de forma independente na dianteira. Mesmo quando a aterrissagem não sai de forma perfeita, o conjunto de amortecedores ajuda a corrigir o erro do piloto, o que transmite muita segurança durante a pilotagem e deixa o condutor à vontade para abusar um pouco. As suspensões também se comportam com eficiên­cia em buracos e imperfeições do terreno.</p>

<p>Na hora de segurar toda essa cavalaria, os freios chamam a atenção pela eficácia, tanto na dianteira com dois discos e pinças duplas como na traseira com seu disco em formato Wave. Por último, vamos falar da posição de pilotagem: com banco grande e confortável, pedaleiras largas que dão um bom apoio e comandos na “mão”, podemos dizer que o quad da BRP é quase perfeito.</p>

<p>Quase, pois o único ponto negativo não diz respeito nem ao próprio ATV, mas sim à questão da legislação de trânsito brasileira, que não permite que este tipo de veículo seja emplacado, diferentemente da grande maioria dos países. Em relação ao preço, o DS 450 está na média dos seus principais concorrentes. (Matéria publicada na edição nº 1 da MOTO VERDE)</p>

<p>Confira o hot site: <a href="http://www.motoverde.com.br">www.motoverde.com.br</a></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários