Card image
Notícias
Abraciclo apresenta números do primeiro trimestre do ano de 2011

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 07/04/2011
  • Por: admin

Foram divulgados pela Abraciclo, Associa&ccedil;&atilde;o Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, os n&uacute;meros em vendas do primeiro trimestre de 2011. Segundo dados divulgados pela entidade, no m&ecirc;s de mar&ccedil;o de 2011 as vendas no mercado interno registraram aumento de 5% em rela&ccedil;&atilde;o ao m&ecirc;s anterior, e em compara&ccedil;&atilde;o com o mesmo m&ecirc;s de 2010, a alta foi de 2,5%. A produ&ccedil;&atilde;o de motocicletas tamb&eacute;m apresentou crescimento, a alta de mar&ccedil;o foi 6,1% superior que a de fevereiro e de 19,7% comparando com o mesmo per&iacute;odo no ano passado. Isto tudo tem refletido positivamente na gera&ccedil;&atilde;o de empregos, diretos e indiretos no setor. Os n&uacute;meros de mar&ccedil;o influenciaram diretamente no acumulado do ano at&eacute; o momento. <br /><br />As vendas deste per&iacute;odo apresentaram crescimento de 22,8% sobre os tr&ecirc;s primeiros meses de 2010, e a produ&ccedil;&atilde;o, com 533 082 unidades superou em 32,6% o primeiro trimestre de 2010. A Abraciclo prev&ecirc; um ano hist&oacute;rico para o setor, com a comercializa&ccedil;&atilde;o de 2 milh&otilde;es de motocicletas no mercado interno, o que representa crescimento de 9,5% em rela&ccedil;&atilde;o a 2010, que tamb&eacute;m foi um &oacute;timo ano. Em contrapartida foi apontado uma queda na exporta&ccedil;&atilde;o no primeiro trimestre de 2011 em 33%, comparando com o mesmo per&iacute;odo do ano passado. Para a Abraciclo, as vendas externas n&atilde;o devem ter grande representatividade em 2011, e estimam recuo nas exporta&ccedil;&otilde;es em 14,29%, passando de 70 000 unidades em 2010 para 60 000 este ano. Outro dado importante &eacute; que nos &uacute;ltimos 10 anos a frota brasileira de motocicletas cresceu 409% (de 2000 a 2010), sendo que o estado de S&atilde;o Paulo ainda &eacute; o l&iacute;der no ranking de emplacamentos, mas no nordeste as vendas t&ecirc;m crescido ano a ano. Minas Gerais &eacute; o segundo em n&uacute;mero de motos licenciadas.

Conteúdo Recomendado

Comentários