Card image
Especiais
Voltz inaugura fábrica em Manaus e anuncia EV1 Plus

6 Minutos de leitura

  • Publicado: 30/05/2022
  • Atualizado: 31/05/2022 às 9:57
  • Por: Thomas Bento

Foram quatro dias de imersão para que pudéssemos conhecermos a moderna fábrica da Voltz em Manaus, capital do Amazonas, e também a cultura da empresa que são os seus fãs, chamados Volterz.

Entrada da fábrica
Entrada da fábrica de Manaus (Foto: Divulgação)

A Cultura Voltz dentro do meio TEC 

Esse mergulho no mundo Voltz nos fez ver que a marca é uma empresa de tecnologia, que quer acima de tudo atuar junto ao meio ambiente e a mobilidade urbana, tanto nos grandes centros como também em pequenas comunidades. 

Com foco no futuro, a Voltz quer redefinir o mercado nacional da mobilidade elétrica com veículos inteligentes e não poluentes se tornando uma referência para outras empresas, segundo Elena Valença, coordenadora de marketing estratégico. 

Por tanto, a empresa trabalha em diversas frentes tecnológicas, algumas já existentes. Como é o caso do aplicativo Hello Voltz: além de poder ligar sua moto EVS à distância, ele também oferece geolocalização, sistema antifurto e visualização de carga da bateria.

Outros recursos tecnológicos estão em estudo: como o de criar a moto mais segura do mundo, com sistema de sensores e câmeras para desvios e frenagens antecipadas, o que já está em teste. 

Tela do aplicativo Voltz
Pelo aplicativo é possível gerenciar sua Voltz e acompanhar dados como a carga das baterias, por exemplo (Foto: Divulgação)

LEIA MAIS:
Soriano Giaguaro V1 Gara: elétrica com autonomia de 320 km
Triumph Trident 660: média cilindrada e personalidade forte
KTM deve ter até cinco novos modelos 490 em 2023

Os Volterz e sua paixão pela marca 

Em primeiro lugar, além desse foco tecnológico, a marca criou a cultura do contato direto com o consumidor tornando muito deles seus fãs, os chamados Volterz. 

Nessa viagem estivemos junto com os ganhadores de uma promoção que levou 10 usuários para conhecerem a fábrica. Vimos a paixão e o conhecimento sobre o mercado de motos elétricas que estes clientes aficionados têm. 

Time de Volterz
O time de Volterz e de jornalistas que esteve em Manaus para conhecer a fábrica (Foto: Divulgação)

Porém, mesmo sendo fãs, alguns reclamaram da falta de assistência, demora nos consertos e até mesmo na entrega das motos, o que também pudemos ver nas postagens sobre a marca que realizamos em nosso site e nossas mídias sociais.

Por isso, a Voltz, com o aporte de R$ 100 milhões que recebeu da Creditas, está investindo em mais pontos de assistência e em lojas próprias físicas nos grandes centros.

Com isso, e com o apoio da nova fábrica, a empresa pretende manter o sucesso da marca. 

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

A fantástica fábrica da Voltz 

Cheia de tecnologia e com um investimento de 12 milhões, o que já contamos aqui na MOTOCICLISMO, pudemos entrar e conhecer os 12 mil metros quadrados da fábrica.

Linha de Montagem Voltz
Por mês, até 15.000 motos podem deixar a linha de produção da Voltz em Manaus (Foto: Divulgação)

O polo industrial de Manaus faturou mais de R$150 bilhões em 2021 e o mercado de motos e bicicletas foi responsável por 13% desse faturamento. Porém, para ter direito aos incentivos fiscais da região é necessário cumprir diversas regras chamadas PPB (Processo Produtivo Básico), como por exemplo benefícios sócio ambientais, empregabilidade, montagens sem terceirização entre outros. 

O início da produção 

A Voltz iniciará a produção das suas motos, agora, no dia 6 de junho. A ideia é começar com 2.000 unidades por mês e aumentar gradativamente, com previsão de entregar 50 mil motos até o final deste ano, entre EV1 Sport, EVS e EVS Work. Entretanto a fábrica tem capacidade para produzir até 15 mil motos por mês, o que seriam 180 mil motos ao ano. 

Para toda essa entrega, já há um centro de distribuição em Recife, PE. Além disso, a Voltz prevê um outro em Extrema, MG. De acordo com Adelino Cardoso, Diretor Geral da Voltz, haverá uma melhora na logística com o aumento da demanda. Segundo o executivo, em breve será possível entregar uma Voltz em até sete dias, dependendo da localização do cliente.

Estoque fábrica Voltz
O estoque da fábrica da Voltz (Foto: Divulgação)

Novos modelos chegam por aí 

Todo esse investimento não poderia deixar de trazer novidades no futuro da Voltz. Manoel Fonsêca, Diretor de Marketing, anunciou em primeira mão a EV1 Plus, que terá como principal novidade uma tecnologia de segurança com sensores de aproximação nos pontos cegos.

As outras mudanças são as mesmas já empregadas na EVS, como o painel e sistema de interatividade e conexão com o app Hello Voltz. O modelo começará a ser vendido em outubro. 

Voltz EV1 Plus
Em outubro a Voltz lançará a EV1 Plus (Foto: Thomas Bento)

Também foram anunciadas mais cinco novas motos que terão a mesma comunicação visual e desenhos similares: mais um scooter, um Big Scooter, além de motos Trail, Big Trail e Racing, todos aguardadas para o início de 2023. 

A Voltz diz que os novos modelos devem chegar com preços bem competitivos, pois, como maior novidade, eles virão sem bateria própria. Ou seja, a bateria terá fornecimento em sistema de aluguel e será possível fazer as trocas nos pontos de recargas espalhados nas principais capitais.

Hoje, segundo a marca, já existem mais de 100 estações em teste na cidade de São Paulo.

Estação de Bateria Voltz
Estação de Bateria Voltz (Foto: Divulgação)

Mais uma novidade é que a Voltz fechou uma parceria com a Ultragaz e já vendeu 500 unidades do triciclo Miles, apresentado para vocês aqui. A empresa utilizará o modelo para transportar botijões em algumas cidades do Brasil.

Também fechou contrato com a Pirelli, que terá exclusividade nos pneus da EVS montadas em Manaus e outra grande parceria fechada é com o iFood em que está dando um bom desconto e muitos benefícios para parceiros que comprarem a EVS Work especial da iFood. 

Voltz Motors, eletrificando o futuro das motos

Com esses investimentos, a Voltz quer garantir a excelência em todos os aspectos e vê grande potencial de crescimento visando o meio ambiente, a difícil mobilidade nos centros urbanos e o alto custo do combustível. 

Conquistando cada vez mais Volterz, agora é a hora que a marca tem para acelerar todas as suas pré-reservas, que estão demorando até seis meses para serem atendidas, e aprimorar as suas redes de assistência. E, por fim, ampliar toda a sua linha, que promete vir com muita tecnologia e com 100% de design brasileiro.

Conteúdo Recomendado

Comentários