Card image
Especiais
Veja o que mudou na Yamaha Crosser 2017

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 29/10/2016
  • Por: admin

<p>Enquanto a Yamaha não apresenta sucessoras para as extintas XTZ 125 e XTZ 125X, a opção versátil de baixa cilindrada para os fãs da marca é a XTZ 150 Crosser, que ganhou pequenas novidades no modelo 2017.</p>

<p>Antes de falar do modelo 2017, vale lembrar que a Crosser não teve o modelo 2016. Isso gerou muitas dúvidas entre os fãs do modelo sobre o seu futuro, porém, o motivo foi justificável (comercialmente). A queda nas vendas de motos no Brasil não é novidade para ninguém, e nenhuma fabricante escapou dos efeitos negativos disso. </p>

<p><img alt="A cor da Yamaha é o azul, e agora, tem Crosser azul também! " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/crosser_azul_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>A Yamaha decidiu não produzir a Crosser até que todas as unidades 2015 fabricadas fossem vendidas e essa readequação fez com que não existisse a 2016. Uma regrinha básica de negócios.</p>

<p> A Crosser segue em duas versões: "E", com freio a tambor nas duas rodas e "ED", com freio a disco na dianteira e tambor na traseira, além do ajuste da posição do guidão. Gostaríamos de ver a Yamaha (e qualquer outra fabricante) tirar de linha todas as motos com freio a tambor na dianteira, pois o ganho em segurança com o freio a disco é muito grande e enquanto existir a opção a tambor, muita gente vai comprar ela por um único motivo: preço mais baixo.</p>

<p>O visual continua idêntico e uma das críticas feitas por nós da MOTOCICLISMO no lançamento da Crosser, em 2014, foi atendida! Agora tem Crosser ‘azul Yamaha’. Na verdade, a marca nomeou a cor como “Competition Blue”… As outras opções são o branco e o cinza.</p>

<p>No painel, mudou a cor da iluminação do display digital. Sai o vermelho, entra o branco. O indicador ECO é novidade no modelo e ajuda o usuário a obter melhores marcas de consumo. Quanto mais tempo na sua pilotagem este indicador estiver aceso, menor será o consumo de combustível. Simples assim.</p>

<p><img alt="A Crosser 2017 ganhou novo grafismo, mais bonito e harmonioso" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/crosser_2017_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Outro detalhe que melhorou o quesito segurança no modelo 2017 foi a adoção do lampejador de farol, que ajuda muito o motociclista na hora de sinalizar aos outros veículos, por exemplo, a intenção de uma ultrapassagem, sem usar a buzina (que incomoda muita gente…).</p>

<p>Com pneus mistos e rodas aro 19" na frente e 17" na traseira, a Crosser garante conforto independentemente da qualidade do pavimento – e esse é o seu grande trunfo entre as motos de baixa cilindrada. O paralama dianteiro é próximo a roda, o que deixa claro a ideia principal do uso na cidade, no asfalto, mas… É totalmente possível se aventurar por estradas sem asfalto e pequenas trilhas, com muita diversão, graças a leveza da moto, que pesa apenas 131 kg.</p>

<p>No motor, nada mudou, segue o monocilíndrico arrefecido a ar, com injeção eletrônica flex, que desenvolve 12,2 cv de potência máxima com gasolina e 0,2 cv a mais (12,4 cv) no etanol. O tanque de combustível segue com capacidade de 12 litros e a altura do assento continua com 836 mm.</p>

<p>A suspensão traseira era um destaque na Crosser, com sistema monoamortecido com link. Ele não tem ajuste de pré-carga da mola, e não precisa, pois atua progressivamente de acordo com a carga aplicada, funcionando bem mesmo com garupa (desde que obviamente se respeite o limite de carga máxima da moto de 157 kg).</p>

<p><img alt="A cor branca continua disponível na Crosser" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/crosser_2017_branca_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>No modelo 2017, a Crosser ganhou novo amortecedor, com 10 mm a mais no curso, totalizando 160 mm de curso, contra 150 mm do modelo 2015. Vale lembrar que <strong>maior curso representa maior conforto.</strong> A suspensão dianteira não mudou e segue com 180 mm de curso.</p>

<p><strong>O modelo 2017 já está disponível na rede autorizada Yamaha.</strong> A versão E tem preço sugerido de R$ 9.990,00 + frete, e versão ED – a qual nós da MOTOCICLISMO recomendamos pela segurança extra do freio a disco na roda dianteira -, com preço sugerido de R$ 10.990,00 + frete. A Crosser continua com o programa <strong>Revisão Preço Fixo</strong>, na qual o cliente sabe exatamente quanto pagará desde a primeira até a sétima revisão (até os 30.000 quilômetros). </p>

<p>O que faltou? Freio a disco na roda traseira da versão ED, que reforçaria o interesse da Yamaha em aumentar a segurança dos seus usuários e uma tampa do tanque de combustível fixa, como por exemplo, a utilizada na Ténéré 250, alteração que representa maior praticidade ao motociclista. <strong>Quem sabe no modelo 2018…</strong></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários