Card image
Especiais
Veja como foi o Kawasaki Versys Experience

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 25/08/2016
  • Por: admin

<p>A <strong>Kawasaki</strong> ofereceu para quatro sortudos <strong>o test-ride que todo motociclista gostaria de fazer. </strong>Numa viagem de 1 000 km, os convidados testaram a linha Versys.</p>

<p>Pensando em oferecer uma experiência inédita para motociclistas que apreciam o estilo, o conforto e a performance de modelos adventure, <strong>a Kawasaki disponibilizou quatro unidades da linha Versys</strong> para que afortunados pilotos tivessem a chance de avaliar, nos mais diversos ambientes, as qualidades e a versatilidade dessas motocicletas.</p>

<p><img alt="Kawasaki Versys 650 e Kawasaki Versys 1000" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motorpress_brand_kawasaki_9_620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>Duas Versys 650, uma ABS e uma Tourer, e duas Versys 1000 também com as mesmas características, saíram da capital paulista e foram enfrentar o eclético roteiro de 1 000 km em dois dias, que a revista MOTOCICLISMO percorre todos os meses com as mais variadas motos.</p>

<p><strong>Os sortudos?</strong> Quatro experientes motociclistas que já tiveram muitas motos, mas nunca tiveram a oportunidade de avaliar uma Kawasaki Versys, foram escolhidos pela organização. <strong>A ideia principal foi proporcionar um test drive como nenhuma marca jamais realizou</strong> e, obviamente, apresentar a esses motociclistas as dezenas de qualidades que uma Kawasaki Versys oferece. </p>

<p><strong>José Belix</strong>, de 45 anos, é proprietário de uma Triumph Tiger 800 XC e, entre inúmeras outras viagens, já enfrentou o deserto do Atacama. <strong>Paulo Guimarães</strong>, de 58 anos, trocou recentemente uma BMW R 1200 GS por uma Tiger 800 XRX 0 km. <strong>Donato Silva</strong>, de 50 anos, chegou ao ponto de partida pilotando uma Ninja 250, mas aos finais de semana pilota (quase sempre com sua esposa na garupa) uma Triumph Tiger 800 XRX.<strong> José Gandara</strong>, de 55 anos, possui atualmente uma Ducati Multistrada 1200, mas já teve incontáveis motos nos últimos dez anos e frequenta o circuito de Interlagos regularmente.</p>

<p><img alt="Quatro motos, quatro motociclistas e um belo test ride de 2 dias e 1000 km" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motorpress_brand_kawasaki_11_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><strong>Em comum, todos eles já viajaram milhares de quilômetros com motos</strong>, todos possuem excelentes equipamentos de segurança e, obviamente, todos têm apetite para aventura em cima de uma moto, seja embaixo de sol ou de chuva. </p>

<p>Pilotar sob o sol é visualmente agradável, mas durante a viagem-teste choveu ininterruptamente por mais de 24 horas, e 90% da viagem foi com a viseira do capacete molhada e utilizando capas de chuva. Ruim pelo frio e pelo leve incômodo por ficar horas segurando o ímpeto de ir mais rápido, porém <strong>primordial para avaliar a segurança oferecida pelo sistema ABS (de série na 1000 e opcional na 650) e a ótima proteção aerodinâmica que as bolhas originais oferecem</strong>, mesmo em uma severa condição climática como essa.</p>

<p>Os participantes se revezaram entre as motos de tal forma que todos tiveram a oportunidade de avaliar tanto as Tourer, que vêm equipadas de série com malas laterais rígidas, top-case, protetores de mãos, faróis de milha e indicador de marcha, quanto as versões standard, que eram mais ágeis para trafegar entre os carros. </p>

<p><img alt="Devidamente equipados, se revezaram a cada abastecimento entre as versões da linha Versys" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motorpress_brand_kawasaki_7_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Cada piloto ressaltou inúmeras qualidades que as Versys oferecem, mas <strong>foram unânimes em destacar o prazer de acelerar o motor de quatro cilindros em linha</strong>, 1 043 cm³ e 120 cv da Versys 1000 e o <strong>equilíbrio e a facilidade de pilotar a versão 650</strong>. Todos declaram ainda que tinham impressões diferentes antes de pilotá-las. Para eles, a antiga versão não atraía visualmente, o que acabou descartando, na época, a Versys como opção de compra. </p>

<p>O novo design deixou a moto muito mais bonita e atual, mas ressaltaram que o prazer de pilotar ainda se sobrepõe ao visual. Na verdade, as rodas com aro de 17 polegadas e a frente muito parecida com as das Ninja pode transparecer um ar de moto esportiva e pouco versátil. Mas não é isso que acontece na prática. </p>

<p>Na 650, definitivamente, o atrativo é a versatilidade. Ela é capaz de levar você por grandes distâncias com muito conforto e também pode perfeitamente ser a sua moto do dia a dia, já que é muito ágil em percursos urbanos.</p>

<p>É leve, a carenagem é protetiva, o assento é confortável e o sistema ABS garante a segurança, enquanto o motor bicilíndrico em paralelo de 649 cm³ e 69 cv proporciona ótimo desempenho — além de ser extremamente confiável e muito econômico.</p>

<p><img alt="Por incrível que pareça, ninguém reclamou da chuva. Muito pelo contrário, a aventura ficou guardada na memória de todos" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motorpress_brand_kawasaki_10_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Já a Versys 1000, por incrível que pareça apresenta </span><strong style="line-height: 1.6em;">todas as qualidade da 650, mas com ainda mais conforto e uma generosa pitada de emoção</strong><span style="line-height: 1.6em;">, graças ao fantástico motor. Todos ficaram impressionados com a docilidade desse grande motor em baixos giros e destacaram que, além de trazer muita esportividade em altas rotações, ele é potente e “torcudo” em qualquer faixa de giro.</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">A suavidade e a ausência de vibrações foram outras duas características que impressionaram os motociclistas convidados para esta inesquecível viagem. Outros diferenciais da Versys 1000 são os <strong>dois mapas de injeção</strong>, o controle de tração com três níveis de ajuste, embreagem deslizante (que <strong>não trava a roda traseira em redução de marchas</strong>) e cavalete central. </span></p>

<p>A versão <strong>Grand Tourer</strong> da 1000 conta ainda com tomada 12V, bolha fumê e sliders no eixo da roda dianteira. Por R$ 60 990 é a adventure 1000 que oferece o melhor pacote pelo preço mais atraente. A Versys 1000 standard, que traz ABS de série, custa atrativos R$ 53 990, também um ótimo custo-benefício.</p>

<p>Entre os R$ 32 990 da<strong> Versys 650</strong> standard até os R$ 60 990 da Versys 1000 Tourer, a Kawasaki oferece muitas opções desta competentíssima crossover e, com certeza, uma delas é sob medida para a sua necessidade. </p>

<p><img alt=" A eletrônica das motos cooperou, assim como as suspensões de longo curso e ajustáveis. Tanto na 650 quanto na 1000 o garfo dianteiro é invertido " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motorpress_brand_kawasaki_12_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Após esta viagem-teste, todos, sem exceção, <strong>mudaram seus conceitos a respeito da linha Versys</strong>, tanto nas questões técnicas do produto em si quanto na qualidade do conjunto que elas entregam pelo que custam. Teve até quem declarou que, se tivesse feito esse teste antes, não teria comprado a moto que tem. Bingo! </p>

Conteúdo Recomendado

Comentários