Card image
Especiais
Uber testa versão com scooter na Tailândia; entenda

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 24/02/2016
  • Por: admin

<p><span style="line-height: 1.6em;">No Brasil, a norte-americana Uber conseguiu popularidade por prestar um serviço de transporte de pessoas com qualidade e com custo menor que os táxis. A novidade da empresa é o <strong>UberMOTO</strong>. Isso mesmo, no lugar de carro, a nova versão faz uso de scooter para transportar pessoas.</span></p>

<p><img alt="UberMOTO, novidade na Tailândia" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ubermoto_motociclismo_2016_2_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>A nova versão<strong> foi apresentada na Tailândia, e será testada no caótico trânsito da capital Bangkok</strong>. Ela utiliza o mesmo aplicativo da Uber (utilizado no Brasil, por exemplo), e aparece como uma das opções de serviço, como o UberX, UberBike e UberPet. O funcionamento para solicitar o serviço e avaliar o condutor é idêntico. Uma curiosidade é que lá é possível pagar com dinheiro.</p>

<p>De acordo com a empresa, a nova versão <strong>fará seus usuários economizarem tempo e dinheiro ao se locomoverem pela cidade</strong>, cada vez mais congestionada para automóveis. Em Bangkok, com o aumento da frota de veículos a velocidade média caiu para 11 km/h nas ruas nos horários de pico. Um diferencial é que o profissional da UberMOTO levará um capacete extra, para o usuário ser transportado de acordo com a legislação de trânsito. </p>

<p><img alt="O funcionamento do UberMOTO é idêntico ao do Uber convencional, chama pelo aplicativo, depois avalia o condutor" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motociclismo_ubermoto_scooter_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>No Brasil, o serviço de moto táxi ainda não é tão popular quanto o de táxi, mas com a chegada de um serviço como o UberMOTO — lembrando que a nova versão ainda é um teste — provavelmente renderia muita discussão. <strong>Quem ganha com isso é o usuário, que tem mais opções para escolher como se locomover pelas cidades.</strong></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários