Card image
Competições
Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020

8 Minutos de leitura

  • Publicado: 20/10/2020
  • Atualizado: 22/10/2020 às 14:13
  • Por: Leo Pereira

No último final de semana tivemos o GP de Aragón de MotoGP, Moto2 e Moto3, primeira das duas corridas do Mundial de Motovelocidade agendadas para o circuito Motorland, em Alcañiz, na Espanha, que também sediará o GP de Teruel no próximo final de semana.

As provas na cidade de Alcañiz começaram nos anos 1960 e logo entraram para o calendário oficial de corridas de rua da Espanha. E com o passar dos anos, as exigências de segurança para essas provas – que duraram até 2003 – começaram a endurecer.

E por conta dessas exigências surgiu o projeto do Motorland Aragon, que começou em 2006 e foi concluído em 2009. Ele é um dos maiores complexos esportivos para motocicletas do mundo, abrigando pista de enduro extremo, três pistas de motocross, uma de supermoto e outra para autocross, somando sete circuitos no total. É uma estrutura moderna e completa, totalmente apta para sediar os maiores campeonatos de motovelocidade do mundo: MotoGP e Mundial de Superbike.

O circuito possui 5,1km com dez curvas para a esquerda, sete para a direita, tem 15 metros de largura e uma reta com 968 metros. Jorge Lorenzo é o recordista do circuito, com a marca de 1’48.120 obtida em 2015 pela Yamaha.

MOTO3

Mais uma linda e acirrada corrida na Moto3 com disputas e trocas de posições volta a volta! Raul Fernandes assumiu a liderança na primeira volta e se manteve no primeiro pelotão durante toda a corrida, terminando a prova em terceiro.

Quem também se destacou foi Darryn Binder. O sul-africano partiu do 11º posto, conquistou posições e terminou na segunda colocação. O vencedor foi o espanhol Jaume Masia, que largou em sétimo e conseguiu fazer uma boa corrida de recuperação, até cruzar a linha de chegada em primeiro.

Em uma categoria onde até cinco pilotos disputam a mesma curva lado a lado, e o primeiro pelotão muitas vezes com mais de 12 pilotos disputam a corrida por milésimo de segundos, Masia conseguiu um grande feito e diminui a diferença para os primeiros colocados no campeonato.

Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020

MOTO2

Líder e terceiro colocado do campeonato, Marini e Bastianini se classificaram mal e largaram em 7º e 10º, respectivamente. Bezzecchi largou em segundo e assumiu a ponta na primeira volta, mas o italiano perdeu a frente de sua moto na curva 2 e abandonou.

Melhor para Sam Lowes, que vinha em segundo e herdou a liderança da corrida. O inglês manteve a posição até o final, obtendo sua segunda vitória consecutiva pela Moto2.

Apesar de ter ido mal nos treinos, Bastianini se recuperou na corrida e conseguiu fechar na segunda colocação, superando Jorge Martin nas últimas voltas. O espanhol completou a corrida na terceira colocação.

Após as duas vitórias, Lowes assumiu a vice-liderança da Moto2, ficando a apenas dois pontos de Bastianini, que lidera o campeonato com 155 pontos.

Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020

MOTOGP

A etapa foi marcada pela ausência de Valentino Rossi, diagnosticado com coronavírus na semana que antecedeu a prova no circuito Motorland. Mesmo com a ausência do eneacampeão, a Yamaha colocou três motocicletas nas 4 primeiras posições do grid de largada, com Quartararo e Viñales em primeiro e segundo.

Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020

Crutchlow colocou a Honda da LCR no terceiro lugar do grid. Dovizioso, que também disputa as primeiras colocações do campeonato, não fez um bom treino e culpou Petrucci por não ter ido ao Q2 tentar algo melhor. Segundo o piloto da moto 04, o companheiro “chupou” sua rabeta no Q1, prejudicando seu treino.

Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020

Luz verde em Aragón e já na primeira curva as três Yamahas tomaram a ponta. Alex Rins, que largou em 10º, logo mostrou como seria sua corrida e escalou o pelotão, conquistando a 4ª colocação antes mesmo de completar a primeira volta. Enquanto Alex Márquez ganhou duas posições na volta 1, saltando de 11º para 9º.

Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020

Quartararo começou a perder posições a partir da volta 8, demonstrando muitas dificuldades com sua Yamaha. Rins assumiu a liderança na volta 9, enquanto El Diablo já tinha caído para o sexto lugar. Márquez também mantinha bom ritmo e seguia se aproximando dos líderes da corrida.

Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020

Faltando 10 voltas para acabar a corrida, Marquez chega em Mir, que estava em segundo. Como Mir não se aproximava mais de Rins, faltando 6 voltas para o final, Alex Márquez ultrapassou Mir e começou a perseguir Rins.

Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020

Apesar de acompanhar o líder da prova muito de perto, Alex Rins fez as últimas voltas da corrida sem erro e não deu chances para Alex Márquez. O espanhol da Honda até que tentou, mas cometeu um erro e perdeu distância para o compatriota da Suzuki. Final de corrida com Rins em primeiro, Márquez em segundo e Mir fechando o pódio. Duas Suzuki e uma Honda nos três primeiros lugares.

Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020

Análise: GP de Aragón

Tivemos alguns acontecimentos marcantes em Aragón. O primeiro deles fica por conta da Suzuki, que pela primeira vez em 20 anos assumiu a liderança da MotoGP. A última vez que isso aconteceu foi no ano 2000, com Kenny Roberts Jr.

Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020

Este ano temos Joan Mir na liderança do campeonato, com cinco pódios em sete corridas. Um detalhe é que mesmo sem vencer, o espanhol assumiu a ponta do campeonato, com vantagem de apenas seis pontos sobre Fabio Quartararo. O francês largou na pole em Aragón mas não conseguiu se manter nas primeiras posições por conta de problemas com seu pneu dianteiro, e terminou a etapa apenas na 18ª colocação.

Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020

Além de Alex Rins, que fez uma corrida perfeita e merece destaque para sua atuação, quem também chamou atenção foi Alex Márquez. O irmão do Formiga Atômica Marc Márquez vem mostrando mais afinidade com sua Honda e obteve seu segundo pódio consecutivo, sendo duas corridas em condições totalmente diferentes.

Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas redes sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Após 11 Etapas da Moto3 e Moto2 e 10 Etapas da MotoGP e faltando apenas 4 etapas para acabar a temporada, além de nenhuma das categorias terem sido definidas, muitos pilotos ainda estão com chances de ser campeões, o que está deixando a temporada mais emocionante a cada corrida!

  • Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020
  • Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020
  • Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020
  • Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020
  • Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020
  • Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020
  • Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020
  • Tudo certo e nada definido na MotoGP em 2020

A diferença entre os quatro primeiros da Moto3 está em 29 pontos. Na Moto2 essa diferença cai para 25 pontos, enquanto na MotoGP, a categoria Rainha, ela é de apenas 15 pontos. Ou seja, é certo que ainda teremos muita emoção até a definição dos campeões do Mundial de Motovelocidade em 2020!

Léo Pereira é piloto de motovelocidade e instrutor de pilotagem da Triumph Riding Experience TRX. Também é empresário, representante da AirfenceSafety Systems e editor do anuário da MotoGP, o MotoGPBook Brasil.