Card image
Especiais
Só 1% dos pilotos termina enduro extremo; saiba mais

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 31/08/2015
  • Por: admin

<p>Existem muitas competições de motocicletas que levam seus participantes ao extremo. No asfalto, a referência é o Ilha de Man TT. No off-road, poucas são tão duras e difíceis quanto o <strong>Erzbergrodeo</strong>.</p>

<p><img alt="Erzbergrodeo é assustador e, ao mesmo tempo, incrível." height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/erzbergrodeo-1_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /><br />
Esta prova de extreme enduro realizada na Áustria, é considerada a competição off-road, disputada em um mesmo dia, mais difícil do mundo.<strong> </strong>Na edição 2015, ela entrou para a história, quando, dos 1500 inscritos, 500 se qualificaram para o evento e, acredite, apenas cinco competidores terminaram a prova (1% do total).<br />
<br />
O que ocasionou uma final com tão poucos pilotos,  se deu a adição de 21 quilômetros extras ao percurso. Eles foram escolhidos pela organização com clara intenção de torná-la quase que impossível, misturando um trecho na cidade, chamado de Down Town – apelidado de inferno verde –, e um trecho íngreme de montanha que era pura lama.<br />
<br />
Por conta da tamanha dificuldade e do final inesperado, a direção do Erzbergrodeo deu – pela primeira vez nos 21 anos de existência da competição –, a vitória a quatro pilotos, Jonny Walker, Graham Jarvis, Andreas Lettenbichler e Alfredo Gómez.</p>

<p><img alt="Quatro primeiros lugares ao fim da prova" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/red-bull-hare-scramble-erzbergrodeo-analyser_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /><br />
O quarteto, <strong>e</strong>m uma incrível demonstração de esportividade e camaradagem, juntamente com Wade Young, desclassificado por perder um checkpoint no começo da prova, se uniram após ficarem presos no percurso. Juntos, eles escalaram uma montanha levando cada um a sua moto e cumprindo os 15 minutos finais da lado a lado. A linha de chegada foi cruzada pelos quatro pilotos a dois minutos do tempo limite da prova, que é de quatro horas.</p>

<p><img alt="A união fez a força, na edição 2015 do Erzbergrodeo" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/2015-erzberg-rodeo-red-bull-hare-scramble-41_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /><br />
<span style="line-height: 1.6em;">O quinto piloto a completar a prova, foi o espanhol Mario Roman, que mesmo com o joelho estourado fez o mesmo difícil trecho sem a ajuda de ninguém, chegando apenas 60 segundos atrás. </span><span style="line-height: 1.6em;">Com um final tão épico e um nível de dificuldade tão elevado, Erzbergrodeo entra para o hall das provas lendárias do motociclismo.</span></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários