Card image
Especiais
Renomadas no exterior, desconhecidas no Brasil (parte 2)

11 Minutos de leitura

  • Publicado: 15/04/2020
  • Atualizado: 22/04/2020 às 16:20
  • Por: Alexandre Nogueira

Dando sequência às motos mais adoradas do mundo disponíveis no exterior, mas que não veremos pelas nossas estradas, apresentamos agora os modelos do segmento Trail, ou Dual Purpose, de dupla proposta, ou on off road, enfim, as motocicletas com duas propostas bem definidas, a urbana para encarar o dia a dia nas cidades repletas de trânsito e de pavimentos mal acabados, e a aventureira para uma incursão por estradas de terra.

Todos os modelos encaram com maestria as ruas asfaltadas e as dificuldades do trânsito caótico das cidades, mas dependendo da categoria e e consequentemente do tamanho, alguns modelos tem um pouco mais de aptidão para encarar o fora de estrada, algumas até com capacidade para enfrentar trechos mais fechados e apertados.

Apresentamos modelos consagrados de marcas renomadas, mas que não veremos pelo Brasil, a não ser que aquele endinheirado excêntrico, citado na parte 1, deseje insanamente algumas dessas maravilhosas motocicletas.

Nesta segunda parte, apresento algumas das marcas e motos mais marcantes da categoria Trail:

Benelli

A italiana Benelli tem focado seus esforços em novos produtos, mais modernos e joviais para abocanhar novos motociclistas, sejam eles iniciantes no motociclismo ou até mesmo os amantes de outras marcas.

Benelli TRK 251: tradicional marca italiano atacando novos segmentos (Divulgação)

A Benelli TRK 251 é um novo modelo da chinesa Pesaro, do grupo Qianjiang e chega com o compromisso de cativar aos iniciantes no segmento trail, com aptidões urbanas e fora de estrada. Ela quer aproveitar o embalo do sucesso comercial da irmã maior TRK 502, compartilhando o visual e a confiabilidade para enfrentar os mais diversos desafios nas ruas e estradas e até mesmo fora delas, permitindo uma leve incursão por estradas de terra. Ela já vem equipada originalmente com malas laterais rígidas e top case, ampliando a comodidade e facilidade para transportar objetos nas correrias do dia a dia ou nas viagens. Ela chega com a missão de preencher o escasso segmento das pequenas aventureiras de baixa cilindrada. O motor monocilíndrico de 250 cm³ entrega 24,5 cavalos de potência e torque de 2,2 kgf.m em 7.500 rpm. Com porte de moto maior, suspensão invertida na dianteira e monoamortecida na traseira, torna-se uma excelente opção para iniciar no universo aventureiro. Custa 3.700 euros.

Benelli TRK 502: na medida certa, faz enorme sucesso na Europa (Divulgação)

Veja também:
Comparativo: Kawasaki Z400 x Yamaha MT-03
Renomadas no exterior, desconhecidas no Brasil (parte 1)
MOTOCICLISMO 268: já nas bancas digitais! Confira os destaques

A Benelli TRK 502 faz um enorme sucesso garças ao seu design e desempenho. Suas linhas lembram bastante as inglesas Triumph Tiger, combinadas com bom desempenho do motor bicilíndrico, ótima estabilidade, conforto e baixo consumo. As rodas raiadas, com a dianteira de 19 polegadas, acentuam suas qualidades para aventuras dentro ou fora da estrada. Custa 6.000 euros.

Honda

A Honda CRF 250 L passou brevemente pelo Brasil. O problema é que ela vinha importada junto com a CBR 250 R, ambas com o mesmo motor monocilíndrico de 250 cm³ refrigerado a água, mas o preço final era alto demais para enfrentar a concorrência na categoria.

Honda CRF 250L: já rodou pelo Brasil, mas o preço era impraticável (Divulgação)

Uma motocicleta multiuso, leve e muito poderosa e divertida, fácil de pilotar. Sua aparência agressiva vem diretamente das máquinas de motocross da marca da asa e ele não deve ser subestimada, pois é extremamente competente, de desempenho e comportamento excelentes, seja nas ruas ou nas trilhas. Custa 4.990 euros.

Honda CRF 250L Rally: modelo topa qualquer desafio (Divulgação)

A Honda CRF 250 L Rally é atrevida em tudo e graças à leveza e facilidade de pilotar, é destinada a pilotos que querem se divertir no universo aventureiro dos rallys. Destacam-se as carenagens inspiradas nas motos da marca que competem nos rallys dakarianos, com equipamentos mais sofisticados e de melhor performance. Custa 6.050 euros.

Honda CRF 450L: praticamente uma especial montada para as ruas (Divulgação)

A Honda CRF 450 L é derivada diretamente da irmã off road CRF 450 F. Uma motocicleta versátil e com caráter agradável, pois teve o motor amansado e adequado para enfrentar as ruas e o trânsito das cidades. Leve, ágil e muito potente, encara quaisquer solicitações, com desempenho excitante nas ruas e no fora de estrada. Custa 10.650 euros.

Kawasaki

A Kawasaki atua em todos os segmentos de motocicletas e apresenta as Dual Sport KLX 230 e KLX 250 como modelos de entrada e a média Big Trail KLR 650. No Brasil tivemos a KLX 250 D-Tracker entre 2009 e 2010, mas o público não se empolgou com o modelo da Casa de Akashi, que tem nas famílias Z, Ninja e Versys sua consagração no país.

Kawasaki KLX 230: receita de simplicidade (Divulgação)

A Kawasaki KLX 230 tem uma proposta diferente, porque ela é uma moto feita propositalmente para diversão nas trilhas e a ajustada para oferecer excelente desempenho e economia nas ruas. Chassi de aço, motor de 233 cm³ que oferece torque máximo em médias rotações, corpo esguio e baixo peso são a receita de confiabilidade perfeita para a versatilidade. Custa 5.000 euros.

Kawasaki KLX 250: receita mais elaborada para maiores desafios (Divulgação)

A Kawasaki KLX 250 tem um motor monocilíndrico DOHC de 249 cm³ com injeção de combustível que oferece ótima potência, mas com entrega suave e responsiva. Ela não é uma especial de motocross vestida para rua, conta com um motor compacto e um chassi de ferro, suspensões de alta especificação e apenas 138 kg de peso, abastecida e pronta para rodar nas ruas e na terra. Custa 5.800 euros.

Kawasaki KLR 650: tanque de 22 litros e muito conforto para viagens (Divulgação)

A Kawasaki KLR 650 é uma Big Trail média para encarar desafios de longas jornadas, seja no asfalto ou na terra. O motor monocilíndrico de 651 cm³ tem ótima entrega do torque nas baixas rotações e funcionamento suave por conta de um balanceiro. Suspensões de longo curso e tanque de combustível de 22 litros acentuam sua vontade de percorrer caminhos até o infinito. Custa 7.000 Euros.

KTM

A KTM 390 Adventure é derivada diretamente da KTM Duke 390, mas com ela você pode ir mais longe, desfrutando o asfalto da cidade, sem desistir de prosseguir o caminho quando o asfalto acaba.

Motos renomadas no exterior, desconhecidas no Brasil
KTM 390 Adventure: base mecânica da 390 Duke configurada para aventuras (Divulgação)

O visual é impactante e atende com maestria aos amantes do universo aventureiro, bem como os amantes da marca laranja. Destaque para o forte motor com excelente torque em baixas e médias rotações, a leveza e a facilidade de condução. A austríaca KTM fabrica motos muito elaboradas, com peças de fabricação própria, materiais nobres e tudo que um produto premium e sofisticado merece. No Brasil, as motocicletas da KTM tem um preço elevado porque são importadas e montadas em Manaus, mas esperamos que a pequena notável KTM 390 Adventure chegue logo às nossas ruas e com um preço acessível. Custa 6.200 euros.

Macbor

A Macbor é uma empresa de motos espanhola do grupo Bordoy que lança sua própria marca após anos trabalhando como importadores da MV Agusta e da SYM. A Macbor equipa suas motos com motores monocilíndricos de 125 cm³ e de 250 cm³ equipados com injeção eletrônica de combustível e comprometidos com o Euro4.

Motos renomadas no exterior, desconhecidas no Brasil
Macbor Montana XR3: para enfrentar os fabricantes europeus e japoneses (Divulgação)

A Montana XR3 é uma motocicleta aventureira de 250 cilindradas, muito bem sucedida visualmente, principalmente pelo tamanho avantajado, mas possui equipamentos interessantes como a suspensão dianteira invertida iluminação total LED, freios ABS, cavalete central e suportes para malas laterais e top case. Sua natureza preza pela versatilidade, ideal no uso urbano e sem grandes pretensões para o fora de estrada. As médias de consumo ficam em 30 km/l e seu tanque de combustível de 15 litros garante ótima autonomia. O bico frontal, o farol duplo e o para-brisas são bem semelhantes as da linha Tiger 800 da Triumph. Custa 4.000 euros.

Moto Guzzi

A italiana Moto Guzzi iniciou suas atividades em 15 de março de 1921, em Gênova. Nos anos 1950, Giulio Cesare Carcano idealizou a Guzzi de oito cilindros capaz de atingir 285 km/h. No final dos anos 1960, a Moto Guzzi deu vida ao motor bicilíndrico em V a 90° longitudinal e ele se tornou o símbolo de sucesso da montadora, deixando sua herança para os diversos modelos que seguem conceitos estilísticos e técnicos da marca.

Motos renomadas no exterior, desconhecidas no Brasil
Moto Guzzi V85TT: tradição da marca italiana também no fora de estrada (Divulgação)

A Moto Guzzi V85TT é uma motocicleta inspirada totalmente nos rallys dakarianos dos anos 1980. Desde seu lançamento ela faz muito sucesso pela facilidade de condução que proporciona, tornando-se adequada para os mais diversos públicos, pois permite uma incursão segura em todos os tipos de estradas. Embarca alta tecnologia eletrônica, com três modos de pilotagem, freios ABS, além de muito conforto para os ocupantes. O motor entrega muito torque em baixas rotações. Custa 10.990 euros.

Suzuki

A japonesa Suzuki mostra seu compromisso no fora de estrada aventureiro com família V-Strom, com motores de 250 cm³, 650 cm³ e 1050 cm³. No Brasil, entre as motos oferecidas pela marca, apenas as V-Strom 650 e V-Strom 1000 estão disponíveis.

Motos renomadas no exterior, desconhecidas no Brasil
Suzuki V-Strom 250: projeto mais sofisticado para a categoria pensado para viagens (Divulgação)

A pequena V-Strom 250 é um modelo versátil que se destaca pela versatilidade e capacidade de encarar ambientes urbanos e fora de estrada com desempenho e conforto extras. O visual pode parecer estranho ao primeiro contato, mas ela é extremamente competente, confiável e ágil. Seu motor bicilíndrico paralelo foi adequado para entregar um torque bem determinado em baixas e médias rotações. O visual tem personalidade marcante e inquestionável, com ergonomia favorável para encarar longas jornadas. Custa 5.850 euros.

Yamaha

A Yamaha do Brasil tem um line-up com muitas motos que atendem bem o perfil do motociclista brasileiro, mas as motos especiais da categoria on off road não estão disponíveis. Para nós estão disponíveis apenas as motos importadas exclusivas para competições, como as de motocross YZ65, YZ85LW, YZ250, YZ250X, YZ250F, YZ250FX, YZ450F, YZ450FX e as de enduro WR250F e WR450F. Mas a Yamaha tem uma linha de motos Dual Purpose baseada nas especiais, como as WR250R, e a interessante TW 200 com pneus enormes.

Yamaha WR250R: praticamente uma especial amansada para as ruas (Divulgação)

A WR250R é uma praticamente uma YZ250F com pneus mistos, novo acerto das suspensões e iluminação para adequá-la às normas de trânsito. O compacto motor DOHC foi amansado visando a confiabilidade e durabilidade e os componentes de alta especificação fazem dela uma excelente opção para enfrentar o trânsito com facilidade e desempenho. Para quem não abre mão de um conjunto superior para brincar nas viagens de final de semana nas montanhas ou nas praias. Nos Estados Unidos ela faz parte da linha Dual Sports e custa 6.700 dólares.

Motos renomadas no exterior, desconhecidas no Brasil
Yamaha TW200: proposta de diversão com estilo (Divulgação)

A pequena TW200 tem uma proposta de Fun Bike, com estilo único, focada acima de tudo no lazer, com ótimo desempenho na cidade e muita segurança na terra. O motor monocilíndrico de 196 cm³ tem comando único no cabeçote de duas válvulas, que garante bom torque nas baixas e médias rotações. O chassi compacto garante facilidade de condução e os pneus grandes e gordos ampliam o conforto e a tração para rodar em qualquer terreno. Leve e ágil, é perfeita para iniciantes ou para quem quer apenas uma motinho amigável para se deslocar pelo sítio ou pelas praias na redondeza de cada. Nos Estados Unidos, seu preço é US$ 4.600, algo em torno de R$ .

Motos renomadas no exterior, desconhecidas no Brasil
Yamaha Ténéré 700: novo lançamento da categoria já é a mais desejada (Divulgação)

Das aventureiras de alta cilindrada, a Yamaha Ténéré 700 é o mais recente lançamento da marca e já é sucesso absoluto no segmento. Com corpo estreito e um motor bicilíndrico de alto torque em baixas e médias derivado da MT-07, é uma motocicleta que permite a máxima agilidade do piloto no off road, bem como excelente desempenho e conforto para encarar as longas jornadas. A Ténéré 700 foi idealizada para continuar o legado de confiabilidade e desempenho impressionante com o qual a família Téneré se consagrou vencendo diversas vezes os mais difíceis rallys do mundo. Custa 9.700 euros.

Zontes

A Zontes T-310 é uma moto Dual Purpose muito sofisticada, perfeita para pilotos que querem iniciar no universo das aventureiras, com desempenho gratificante, preço acessível e uma lista de especificações suficiente para encarar os concorrentes europeus e japoneses com muita competência.

Motos renomadas no exterior, desconhecidas no Brasil
Zontes T-310: modelo premium inova na categoria (Divulgação)

O motor monocilíndrico de 321 cm³ e duplo comando para acionar as quatro válvulas, funciona nos modos Eco e Sport, oferecendo desempenho e versatilidade para as ruas e para o fora de estrada. A parte eletrônica, além da injeção de combustível e dos freios com ABS, conta com itens interessantes e inovadores na categoria, como ignição sem chave, punhos retroiluminados, liberação elétrica da tampa do tanque de combustível, liberação elétrica do assento, ajuste elétrico do para-brisas, tomada USB e iluminação total LED. O chassi é de aço com uma balança de alumínio inspirada nas KTM e o cano de escapamento é todo em aço inox. Custa 4.000 euros.

Essas são algumas das motocicletas trail que brilham no exterior mas são um tanto (ou completamente desconhecidas por aqui). Na primeira parte nós falamos sobre as nakeds, se você perdeu, clique aqui. Acha que alguma delas poderia estar à venda no Brasil, ou lembrou de algum modelo que não está na lista? Conta pra gente nos comentários. E semana que vem tem mais!