Card image
Especiais
Produção de motos tem 2º melhor resultado do ano em novembro

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 09/12/2020
  • Por: Willian Teixeira

O mês de novembro registrou o 2º melhor desempenho de 2020 no quesito produção de motos, segundo o último relatório apresentado pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, a Abraciclo.

No período foram fabricadas 104.094 motos nas unidades instaladas no Polo Industrial de Manaus, resultado que perde somente para a produção de setembro, quando foram fabricadas 105.046 motocicletas. O total produzido em novembro deste ano representa uma alta de 14,5% em relação as 90.880 unidades fabricadas em outubro e de 11,8% na comparação com novembro de 2019, que registrou 93.128 unidades produzidas.

Produção de motos tem 2º melhor resultado do ano em novembro
Linha de produção da Yamaha (Paulo José Lacerda/CNI)

Veja também:
Confira as 15 motos mais emplacadas em novembro
Vote no Concurso Moto de Ouro e concorra a uma scooter Voltz EV1!
BMW Motorrad estima produção recorde no Brasil em 2020

Segundo o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, o desempenho sustentável desde a retomada das atividades nas fábricas após a pandemia da Covid-19 é resultado dos esforços de toda a cadeia produtiva para atender à crescente demanda por motocicletas. “Estamos tentando suprir as necessidades do mercado e todas as fabricantes e seus fornecedores trabalham para atingir o equilíbrio entre a oferta e a demanda o mais rápido possível.”

Fermanian lembra que para que os números voltem aos níveis normais é necessário que a pandemia esteja sob controle. “A adoção de uma série de restrições, que exigiram mudanças no layout das fábricas para garantir a saúde dos colaboradores, gerou aumento no tempo de fabricação das motocicletas e isso impactou fortemente o desempenho do setor”.

Produção de motos tem 2º melhor resultado do ano em novembro
Fábrica da BMW Motorrad em Manaus (Divulgação)

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas redes sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Os números comprovam essa afirmação: de janeiro a novembro, 888.515 motocicletas saíram das linhas de montagem, significando retração de 14,5% ante as 1.038.696 unidades registradas no mesmo período de 2019. Vale ressaltar que as fábricas de motocicletas ficaram fechadas por algumas semanas no primeiro semestre em virtude da pandemia.

O presidente da Abraciclo lembra que, embora o resultado seja negativo, o setor de motocicletas foi menos afetado do que outros setores da indústria brasileira. “A moto passou a ser a opção de deslocamento para as pessoas que querem evitar a aglomeração natural do transporte público, além de fonte de renda para muitas pessoas que passaram a trabalhar com entregas. Além disso, é um meio de deslocamento ágil, econômico e de baixo custo de manutenção”, avalia.

Dado este novo cenário, a Abraciclo revisou recentemente suas projeções para este ano. A apresentada antes da pandemia estimava uma produção de 1.175.000 motocicletas. Agora, a entidade estima que o ano de 2020 terá 937.000 motocicletas produzidas, uma retração de 15,4% na comparação com 2019, ano que teve 1.107.758 unidades fabricadas.

Comentários