Card image
Especiais
Produção de motos até novembro é a melhor desde 2015

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 14/12/2021
  • Atualizado: 15/12/2021 às 8:26
  • Por: Willian Teixeira

As fábricas instaladas no Polo Industrial de Manaus produziram 1.118.790 motocicletas de janeiro a novembro, índice 25,9% maior do que o registrado em igual período de 2020, quando foram feitas 888.515 motocicletas. Segundo o relatório apresentado pela Abraciclo, o resultado é o melhor para o período desde 2015, quando foram fabricadas 1.212.075 unidades.

No mês de novembro as fabricantes produziram 113.776 motocicletas, volume 4,9% superior as 108.556 unidades produzidas em outubro e 9,3% maior na comparação com o mesmo mês do ano passado, quando 104.094 unidades deixaram as linhas de produção em Manaus.

Produção de motos em novembro é a melhor desde 2015
Linha de produção da Honda em Manaus (Divulgação/Abraciclo)

Para Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, os números referentes a produção de motos mostram que a indústria está na contramão da crise e iniciando um novo ciclo de expansão. “Todas as fabricantes estão acelerando o seu ritmo de produção para atender à demanda que segue em alta, especialmente por modelos de entrada e de baixa cilindrada, muito utilizadas como instrumentos de trabalho e transporte de baixo custo”, diz o executivo.

Fermanian explica que o volume de produção de motos até poderia ser maior, mas as linhas de produção ainda operam com restrições para atender aos protocolos sanitários e evitar a disseminação do coronavírus. “O maior distanciamento entre os postos de trabalho aumenta o tempo de fabricação. Além disso, devido à segunda onda do coronavírus, em Manaus, deixamos de produzir cerca de 100 mil unidades no primeiro bimestre”, completa.

Produção de motos deve superar estimativas iniciais

Segundo o presidente da Abraciclo, a projeção de fabricar 1.220.000 motocicletas este ano deverá ser atingida, o que representa crescimento de 26,8% na comparação com 2020, quando foram produzidas 961.986 unidades.

Produção de motos em novembro é a melhor desde 2015
Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo (Divulgação)

Leia mais:
Itens que todo motociclista deve revisar antes de pegar estrada
Veja as 15 motos mais emplacadas em novembro
MOTOCICLISMO apresenta 22ª edição do Motocatálogo

O executivo acredita que a curva de aceleração deverá se manter nos próximos meses, no entanto, ressalta que ainda não é possível traçar perspectivas para o próximo ano. “A falta de previsibilidade é uma grande preocupação: a chegada da variante Ômicron contaminou os mercados globais com pessimismo e, no Brasil, temos diversas incertezas no cenário político-econômico. Algumas medidas podem impactar negativamente o desempenho do setor”, avalia Fermanian.

Vendas no varejo

O levantamento da Abraciclo mostra que no acumulado do ano foram licenciadas 1.043.711 motocicletas, o que corresponde a uma alta de 27,8% na comparação com o mesmo período de 2020, quando 816.382 unidades foram registradas.

Com 97.713 unidades emplacadas, Scooter foi a categoria que registrou maior aumento percentual. Segundo o estudo, houve crescimento de 44% em relação às 67.847 registradas nos onze meses do ano passado. Já a categoria com maior volume de emplacamentos foi a Street, com 507.680 unidades, volume é 24,3% superior ao registrado no mesmo período de 2020 (408.459 motocicletas).

Produção de motos em novembro é a melhor desde 2015
Scooters: categoria é a que mais cresce no mercado brasileiro (Renato Durães)

Em novembro, as vendas no varejo totalizaram 105.740 motocicletas, o que corresponde a uma alta de 9% na comparação com outubro (97.000 unidades) e de 18,3% em relação ao mesmo mês de 2020 (89.409 unidades).

As três categorias mais emplacadas no ranking mensal foram Street (51.694 unidades e 48,9% do mercado), Trail (22.386 motocicletas e 21,2%) e Motoneta (15.250 unidades e 14,4%).

Exportações de motos em alta

Os embarques de motocicletas para o mercado externo cresceram 71,5%. De janeiro a novembro deste ano, foram exportadas 50.194 unidades. No mesmo período de 2020, os embarques totalizaram 29.273 unidades.

Produção de motos em novembro é a melhor desde 2015
Fábrica da Harley-Davidson em Manaus (Arquivo)

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas redes sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

“A retomada nas exportações era esperada. Havia uma demanda reprimida provocada pela pandemia do coronavírus, que fez os negócios despencarem. Esperamos manter esse ritmo nos próximos meses”, finaliza Fermanian.

Segundo a Abraciclo, Argentina, EUA e Colômbia são os principais destinos das motocicletas produzidas em solo brasileiro.

Conteúdo Recomendado

Comentários