Card image
Especiais
Preço das motos deve ter redução de 3%

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 31/03/2009
  • Por: admin

<p>Entram em vigor nesta quarta-feira (1), medidas anunciadas pelo Ministério da Fazenda para conter os efeitos da crise mundial no país.  Entre os pacotes promovidos, está a isenção da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) para motocicletas de até 150 cm³, passando a alíquota de 3% para 0%.</p>

<p>Na prática, os futuros proprietários de motocicletas devem sentir no bolso uma redução de 3% nos valores finais dos produtos. Por exemplo, uma moto que custe cerca de R$ 6 000, passará a valer, teoricamente, R$ 5 820. Para a Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), a mudança estimulará as vendas.</p>

<p>A previsão da entidade é que o setor venda 1 700 000 unidades em 2009, ficando cerca de 125 000 motos abaixo de 2008 — quando foram comercializadas 1 925 514 unidades. Para compensar esta e outras reduções, o governo aumentou as alíquotas de PIS/Cofins e IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) sobre os cigarros.</p>

<p>Em contrapartida, os fabricantes de motocicletas aceitaram a manutenção dos empregos dos trabalhadores até 30 de junho, prazo de duração da medida.</p>

Conteúdo Recomendado

Comentários