Card image
Especiais
Os 5 principais lançamentos de 2021 no Brasil

6 Minutos de leitura

  • Publicado: 04/01/2022
  • Por: Willian Teixeira

Estamos nos primeiros dias de 2022 e ainda não tivemos motos lançadas. Enquanto o ano não ganha velocidade e a indústria não nos revela novidades, decidimos recordar alguns dos principais lançamentos que o ano de 2021 nos trouxe.  

Algumas dessas motos chegaram para reviver segmentos que andavam um tanto deixado de lado pelas montadoras, enquanto outros modelos já haviam debutado no exterior e fizeram a sua estreia em solo nacional. O que é certo é que pelo menos algumas delas fez o coração dos apaixonados por motos bater mais forte!

A seguir você confere os cinco principais lançamentos de motocicletas que aconteceram no Brasil em 2021: 

Royal Enfield Meteor 350 

O lançamento da Meteor 350 mostra que a Royal Enfield segue dando cartadas para continuar crescendo e se consolidando como uma das maiores do mundo, e o Brasil está nos planos da marca, isso é fato. A sua chegada mexeu com o segmento das Custom, que andava um tanto esquecido por alguns fabricantes.

Motos de 2021: os 5 principais lançamentos do ano

E mexeu tanto que, poucos meses após seu lançamento, a cruiser indiana assumiu o posto de moto mais vendida da Royal Enfield em seu segmento no país. No acumulado até novembro de 2021, segundo a Fenabrave, a Meteor 350 já contabilizava mais de 1.900 unidades emplacadas. 

Disponível em três versões, a Royal Enfield Meteor 350 tem preços que partem de R$ 17.990 (sem frete). Ela estreou a nova plataforma J1D, desenvolvida pela marca indiana e que também foi usada na nova geração da Classic 350, modelo que é cotado para ser oferecido no Brasil ainda em 2022

Ducati Streetfighter V4S

Lançada no final de 2019 no exterior, Ducati Streetfighter V4S era uma moto muito aguradada pelos fãs da marca italiana. E ela desembarcou por aqui no final de outubro e com todas as unidades da pré-venda já reservadas pelos clientes. 

Também não é para menos: a Streetfighter V4S tem boa parte dos componentes da Panigale V4, e é a única supernaked disponível no Brasil, ao menos por ora. Na Europa ela já enfrenta a concorrência de motos como KTM 1290 Super Duke R, MV Agusta Brutale 1000RR, Yamaha MT-10, entre outras.

Motos de 2021: os 5 principais lançamentos do ano

Leia mais:
5 motos que devem vir ao Brasil em 2022
Participe do 23º Moto de Ouro e concorra a motos elétricas!
Ducati World Week: festa vermelha retorna em julho de 2022

A Streetfighter V4S é movida pelo motor Desmosedici Stradale, um tetracilíndrico em V a 90º de 1.103 cm³, capaz de entregar 208 cv de potência máxima e torque de 12,5 kgf.m. O mesmo motor da Panigale V4, mas “um pouco mais manso”. 

E apesar de não ter carenagem, ela é capaz de divertir bastante em pista. Seu pacote eletrônico é altamente sofisticado, derivado das motos do Mundial de Superbike e da MotoGP, recursos ideais para quem gosta de acelerar nos circuitos. 

Triumph Trident 660 

Com visual minimalista e um inédito motor de três cilindros, a naked média da marca inglesa chegou ao Brasil com o propósito de ser a Triumph mais barata do nosso país

O propulsor de três cilindros e 660 cm³ da Trident entrega potência máxima de 81 cv em 10.250 rpm e 6.52 kgf.m de torque em 6.250 giros. A transmissão é de seis velocidades com relações de marchas e comando final otimizado. Suas rodas são de 17 polegadas em liga leve.

Motos de 2021: os 5 principais lançamentos do ano

Os freios ABS possuem discos duplos e pinças de dois pistões na dianteira, enquanto na traseira o sistema usa pinça e disco único. A suspensão é da Showa e traz garfo invertido com 120 mm de curso na frente e sistema monochoque atrás.

Além de ser a moto mais barata da Triumph em nosso país, ela também terá como desafio disputar mercado no segmento das nakeds médias contra as bicilíndricas Yamaha MT-07 e Kawasaki Z650 e a tetracilíndrica da Honda, a CB 650R. Será que ela terá sucesso nessa missão? Potencial é certo que sim, mas sucesso só o tempo nos dirá! 

Honda CBR 1000 RR-R Fireblade 

A superbike japonesa, que completa 30 anos de história em 2022, desembarcou por aqui no segundo semestre do ano passado, trazendo tecnologias e materiais utilizados na RC213V usada por Marc Marquez na MotoGP. Nada restou da versão anterior, a não ser, o nome e o conceito “Total Control”.

A Honda manteve a arquitetura do motor quatro cilindros em linha e 999 cm³, porém agora ele está mais leve, estreito e muito mais potente graças a componentes e soluções desenvolvidas pela HRC, a divisão de competições da Honda. Tais melhorias conferem a CBR 1000RR-R uma potência máxima de 216,2 cv a 14.500 rpm e 11,5 kgf.m a 12.500 rotações de torque.

Motos de 2021: os 5 principais lançamentos do ano

A aerodinâmica também utiliza recursos empregados nas motos do Mundial de Superbike e da MotoGP, com asas laterais e bolha estreita desenvolvidas em túnel de vento, sempre procurando o menor arrasto aerodinâmico, a melhor proteção ao piloto e mais estabilidade.  

As primeiras unidades foram disponibilizadas em pré-venda ao preço sugerido de R$ 159.900, e todas se esgotaram em poucos dias. 

KTM 890 

Um dos últimos lançamentos de 2021, a aventureira da KTM chega ao Brasil e deve dar início a uma renovação do line-up de motos da marca austríaca, que atualmente tinha apenas a 390 Duke como opção para quem queria uma KTM para rodar nas ruas. 

Segundo a marca austríaca, a novidade tem visual inspirado nos modelos campeões do Dakar e performance de big trail.

Motos de 2021: os 5 principais lançamentos do ano

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

A KTM 890 é movida por um motor bicilíndrico de 889 cm³ com refrigeração líquida que rende 105 cv de potência máxima a 8.000 rpm e 10,2 kgf.m de torque em 6.500 giros. Sua embreagem, que é do tipo slipper, também foi revista, facilitando o controle da moto e deixando a pilotagem mais suave, devido ao aumento de torque e potência do motor. 

Quanto a suas concorrente no país, podemos considerar um leque de motos bem amplo, se considerarmos a cilindrada e potência, por exemplo, algumas delas seriam: BMW F 850 GS, Honda Africa Twin, Triumph Tiger 900 e Suzuki V-Strom 1050 – esta última também é uma das estreias que o ano de 2021 nos proporcionou. E se considerarmos o preço de R$ 140.000 pedido pela 890, poderíamos incluir também a BMW R 1250 GS.

O que acharam dos lançamentos? Ficou faltando alguma moto na lista das principais motocicletas reveladas no Brasil em 2021? Manifestem-se nos comentários!

Conteúdo Recomendado

Comentários