Card image
Especiais
Mercado de motos sofre com queda nas vendas

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 09/05/2016
  • Por: admin

<p><span style="line-height: 1.6em;">A <strong>Abraciclo</strong> (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) divulgou novo balanço do mercado de motos brasileiro, com base no mês de abril. Em comparação com o mesmo mês de 2015, <strong>a média diária de vendas teve queda de 26,3%</strong>, ficando abaixo das 4.000 unidades.</span></p>

<p><strong>Foram produzidas 63.036</strong>(*) motocicletas em abril, ante 80.530 unidades em março. <strong>Uma queda de 21,7%</strong>. Em comparação com abril de 2015, quando a produção havia totalizado 99.051, a queda foi de 36,4%. No quadrimestre, o recuo foi de 36,4%, passando de 453.958 motocicletas, em 2015, para 288.499(*), em 2016. </p>

<p><img alt="Concessionárias estão comprando menos, pois a procura por motos 0 km está menor" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/honda2_620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;"><strong>As concessionárias estão comprando menos das fábricas. </strong>Foram comercializadas no atacado 72.197(*) unidades em abril, queda de 13,6% em relação a março e retração de 29,2% sobre abril de 2015, com 101.999 unidades. De janeiro a abril, as concessionárias compraram das fábricas 286.107(*) motos, uma baixa de 35,1% em comparação ao ano passado.</span></p>

<p>“Assim como todos os setores, a indústria de duas rodas analisa com cautela os desdobramentos macroeconômicos. De qualquer forma, levamos em conta que, tradicionalmente, no segundo semestre o mercado costuma apresentar desempenho melhor, com resultados mais positivos”, afirma <strong>Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo</strong>.</p>

<p><img alt="Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motociclismo.abraciclo_.marco_.fermanian_.foto_.marcelo_.barros_.__620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;"><strong>As concessionárias também estão vendendo menos.</strong> Em abril foram 79.671 (**) motocicletas, um recuo de 8,4% sobre março, com 108.167 unidades, e de 26,3% em relação a abril de 2015, com 108.167 motos vendidas. No acumulado do ano, a queda foi de 26,6%, com 319.594 motocicletas licenciadas, contra 435.127 unidades, em 2015.</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">(*) Foram desconsiderados os dados da Traxx, que não faz mais parte do quadro associativo desde março de 2016.</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">(**) Foram desconsiderados os ciclomotores usados, cujo licenciamento junto aos Detrans passou a ser obrigatório a partir da Lei nº 13.154, de 30/07/2015, e da Resolução Contran nº 555/15, de 17/09/2015.</span></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários