Card image
Especiais
Mercado de motos se estabiliza no primeiro trimestre

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 27/04/2017
  • Por: admin

<p>No balanço dos três primeiros meses de 2017 divulgado pela Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares),<strong> os números mostram uma estabilização, após sucessivos meses de queda.</strong></p>

<p><img alt="Aumento natural na produção comparado entre fevereiro e março e estabilização nos números comparando com 2016" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/montagem_motor_honda_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><strong>No primeiro trimestre saíram das linhas de produção 231.381 unidades </strong>(<strong>+</strong>1,6% sobre às 227.626 unidades do mesmo período em 2016). Na comparação mensal de março com fevereiro, o natural crescimento na produção de 22,4% (com 82.416 unidades), pois fevereiro tem menos dias úteis pelas festividades do Carnaval.</p>

<p><strong>As vendas nas concessionárias, com base nos licenciamentos registrados pelo Renavam, totalizou 210.970 motocicletas</strong> de janeiro a março, volume 12,1% abaixou comparado ao mesmo período de 2016, que fechou com 239.923 unidades. No comparativo entre fevereiro e março, novamente o natural aumento pelo número de dias úteis. Março registrou 82.879 motos licenciadas, contra 60.495 unidades em fevereiro.</p>

<p><img alt="Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motociclismo.abraciclo_.marco_.fermanian_.foto_.marcelo_.barros_.__620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><strong>O acumulado das exportações do primeiro trimestre registrou alta de 26,9%</strong>, com 17.444 unidades saindo do Brasil para outros países, contra 13.749 no mesmo período em 2016. “Mesmo que os números tenham apresentado leve melhora no primeiro trimestre, o mercado de duas rodas segue cauteloso, mantendo as projeções já anunciadas. De qualquer forma, iniciativas como a da Caixa Econômica Federal, com a linha de crédito especial para motocicletas, e as perspectivas de estabilidade econômica devem impulsionar os negócios”, declarou o <strong>presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian.</strong></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários