Card image
Especiais
Mercado: Balanço mostra produção e vendas em queda

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 11/10/2016
  • Por: admin

<p><span style="line-height: 1.6em;">A<strong> Abraciclo</strong> (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) divulgou um novo balanço sobre o mercado de motos brasileiro. </span></p>

<p>A<strong> indústria segue apresentando dados de produção, vendas e exportação em queda</strong>. Segundo a associação, foram fabricadas 80.489 motos em setembro, ante 92.791 em agosto.<strong> Uma retração de 13,3%.</strong></p>

<p><img alt="Volume de fabricação de motos cai ao mesmo nível de 2003" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/montagem_moto_honda_2016_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">“As medidas para a retomada da economia ainda não foram alinhadas, mantendo o compasso de espera. Além disso, a greve bancária no período também contribuiu para que a média de vendas diária ficasse abaixo do registrado no mês de agosto de 2016. Estima-se que cerca de quatro mil motocicletas poderiam ser emplacadas, entre consórcio e financiamento”, afirma <strong>Marcos Fermanian</strong>, presidente da entidade.</span></p>

<p><img alt="Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motociclismo.abraciclo_.marco_.fermanian_.foto_.marcelo_.barros_.__620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /><br />
<span style="line-height: 1.6em;"><strong>No acumulado do ano (janeiro a setembro) a queda da produção é de 31%</strong>, passando de 1.032.715 (2015) para 712.870 (2016) o mais baixo registrado, desde 2003, quando fechou com 741.929 unidades. </span></p>

<p> </p>

<p>Já as exportações apresentam um cenário mais favorável com leve queda de 4,7% nos primeiros nove meses do ano, passando de 45.922 unidades (2015) para 43.752. As vendas externas somaram 4.298 motocicletas comercializadas no mês passado, volume 5% inferior em relação às 4.522 de agosto.</p>

<p><strong><span style="line-height: 1.6em;">No varejo (venda para consumidor final)</span></strong><span style="line-height: 1.6em;"><strong> os licenciamentos reduziram em 12,6%</strong>, considerando as 66.822* motocicletas comercializadas em setembro, contra 76.460 em agosto. Já<strong> no acumulado (janeiro a setembro), a retração foi de 27,1%</strong>, passando de 942.581, em 2015, para 687.280, em 2016.</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;"><strong>Como mudar essa realidade em queda do mercado brasileiro de motos? </strong>Este é o grande desafio das marcas que tem fábrica no Brasil.</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">(*) Foram desconsiderados os ciclomotores usados, cujo licenciamento junto aos Detrans passou a ser obrigatório a partir da Lei nº 13.154, de 30/07/2015, e da Resolução Contran nº 555/15, de 17/09/2015.</span></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários