Card image
Especiais
Indian mira Harley, mas com cautela, diz executivo

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 21/04/2016
  • Por: admin

<p>Aproveitamos o evento de apresentação das touring clássicas Chieftain e Roadmaster da Indian Motorcycle para entrevistar Paulo Brancaglion, Gerente de Marketing e Produto da Indian e da Polaris. Confira abaixo:</p>

<p><img alt="Paulo Brancaglion, Gerente de Marketing e Produto da Indian Motorcycle " src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/indian.motorcycle_.paulo_.brancaglion_.2016_.foto_.marcelo_.barros__620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p><strong>MOTOCICLISMO – Com a chegada da Chieftain e da Roadmaster, a linha da Indian no Brasil fica com cinco opções. Além da Scout, a mais acessível, qual modelo vocês apostam que fará sucesso no Brasil?</strong><br />
BRANCAGLION – As nossas pesquisas com consumidores nos apontam que todos os modelos presentes no atual line-up tem grande potencial em nosso mercado. Com a chegada dos recentes lançamentos, estimamos que a Scout representará em torno de 40% e os modelos Chief Classic, Chief Vintage, Chieftain e Roadmaster ficam responsáveis por 60% do volume de vendas.</p>

<p><strong>No Brasil, o preço ainda é fator predominante para a maioria dos motociclistas. Está nos planos da Indian trazer a Scout Sixty, moto ainda mais acessível que a Scout?</strong><br />
Por enquanto não há previsão em nossos planos para a chegada da Scout Sixty, modelo de entrada lançado recentemente nos Estados Unidos. De toda forma, estamos atento a demanda dos consumidores em todos os segmentos para a definição dos futuros lançamento no Brasil.</p>

<p><strong>O Brasil atravessa um momento delicado com a atual crise política e econômica, fazendo os consumidores repensarem seus gastos. Duas perguntas. Quando foi decidido que a marca viria ao Brasil e se esse cenário atual era esperado?</strong><br />
O lançamento da marca foi realizado no Salão Duas Rodas, em Outubro de 2015, já durante o difícil cenário econômico que se apresentava praticamente desde o início do ano. Assim, pudemos adequar o plano de negócios com antecedência para a realidade do momento. A Indian Motorcycle tem um compromisso de longo prazo com o público brasileiro e mesmo com as condições atuais do mercado, estamos satisfeitos com a enorme receptividade da marca pelo consumidor do segmento custom e temos confiança na retomada do crescimento da indústria de motocicletas no futuro próximo.</p>

<p><img alt="A linha da Indian Motorcycle agora soma 5 opções para o motociclista" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/linha.completa_.indian_.motorcycle_.brasil_.2016__620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><strong>Como foi divulgado por voces, a Indian decidiu que a operação no Brasil terá até o final de 2016 apenas 4 concessionárias no País. Porque desta decisão? </strong><br />
A estratégia de desenvolvimento da rede de distribuição foi definida em duas fases, sendo nesse primeiro momento, 04 concessionárias da marca presentes nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Florianópolis e que representam  quase 60% do mercado custom. Com o amadurecimento da operação no país e a retomada do crescimento da indústria, devemos iniciar o plano de expansão da rede para as demais regiões no próximo ano.</p>

<p><strong>Assim como é nos Estados Unidos, no Brasil, a Indian concorre diretamente com a Harley-Davidson. Questionamos a concorrente sobre a chegada de vocês e alegaram que é uma concorrencia saúdavel, boa para o mercado – o que concordamos. Agora queremos saber como voces estão se posicionando sobre a concorrencia direta da Harley-Davidson?</strong><br />
Respeitamos toda história e sucesso da Harley-Davidson e sabemos de sua importância na indústria. Contudo, a Indian é um ícone na história da motocicleta que oferece produtos de altíssima qualidade com grande tecnologia, e chega como mais uma opção para o consumidor, que agora pode levar para casa uma motocicleta custom repleta de história sem abrir mão da potência, dirigibilidade, conforto e suavidade de um produto moderno.</p>

<p><img alt="Indian Scout" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/indian.motorcycle_.scout_.2016__620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><strong>Qual foi o investimento feito para iniciar a montagem das motos em Manaus e qual é o faturamento esperado no fim de 2016?</strong><br />
A política da empresa não permite a divulgação de dados de faturamento.</p>

<p><strong>Motos montadas na Zona Franca de Manaus tem preço mais competitivo que motos importadas, por sofrerem menos tributação de impostos, além de gerar empregos na região. Das cinco motos, alguma será importada?</strong><br />
Todos os modelos disponíveis para o mercado brasileiro são montadas em Manaus, em regime CKD.</p>

<p><img alt="Indian Chief Classic" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/indian.motorcycle_.chief_.classic_.2016_.motociclismo__620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><strong>O preço das peças de motos que não são fabricadas no Brasil costumam ser altos e acabam afastando alguns usuários. A Indian está trabalhando de alguma forma para ser mais atrativa para motociclistas que priorizam também o custo de manutenção das motos?</strong><br />
Com o objetivo de oferecer maior qualidade no atendimento de pós-venda, contamos com um Centro de Distribuição próprio de peças e acessórios que fica localizado na cidade de Indaiatuba, SP. Assim garantimos maior disponibilidade de itens, agilidade no abastecimento da rede de concessionários e mais eficiência logística para que possamos oferecer preços ainda mais atrativos aos nossos clientes.</p>

<p><img alt="Indian Chief Vintage" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/indian.motorcycle_.chief_.vintage_.2016_.motociclismo__620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><strong>Você poderia esclarecer para qual tipo de usuário – ou de aplicação –  foi projetada cada uma das 5 motos da linha atual da Indian no Brasil?</strong><br />
Todos os cinco modelos vendidos no Brasil tem uma característica em comum: transmitir a combinação entre o estilo custom, potência e agilidade das lendárias Indian, fazendo da experiência ao guidão um momento especial e emocionante. Em nossa visão a Scout é a máquina ideal para motociclistas que buscam um desempenho mais esportivo em uma custom com um visual mais ousado. Já na linha Chief Classic e Vintage, o que mais atrai é o visual custom inconfundível da marca e o alto nível de qualidade dos materiais de acabamento, enquanto na Chieftain e Roadmaster, se somam o excepcional conforto e tecnologia para mais conveniência de condutores e passageiros em longas viagens.</p>

<p><img alt="Indian Chieftain" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/indian.motorcycle_.chieftain_.2016__620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><strong><span style="line-height: 1.6em;">A Indian pertence ao Grupo Polaris, assim como a Victory, outra grande fabricante americana de motos custom, com modelos mais voltados para desempenho. Existe a possibilidade de vermos também a Victory no Brasil?</span></strong><span style="line-height: 1.6em;">Sem dúvida a Victory é uma excelente motocicleta e faz muito sucesso no mercado americano. Por enquanto não há planos definidos para o Brasil, mas acredito que é uma marca que também seria muito bem aceita pelo aficionado público de moto custom em nosso mercado.</span></p>

<p><img alt="Indian Roadmaster" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/indian.motorcycle_.roadmaster_.2016_.motociclismo__620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários