Card image
Especiais
Honda CG, 45 anos de sucesso e 13,5 milhões de motos vendidas no Brasil

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 09/08/2021
  • Por: Ismael Baubeta

A Honda CG é o veículo mais vendido em toda a história do Brasil, desde sua primeira versão em 1976, a fábrica já vendeu 13.5 milhões de unidades. Impressionante, não?

Talvez você não saiba, mas a maior fábrica da Honda no mundo é a de Manaus, é de lá que desde 1976 já saíram quase 25 milhões de motocicletas, das quais 13.5 milhões foram do modelo CG. E só este ano, no período fechado em julho, segundo a FENABRAVE (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), a Honda CG já emplacou 170.000 unidades.

Honda CG 1976
Além do conceito de ágil moto urbana, a atual Honda CG tem pouca semelhança com a primeira de 1976.

Veja também:
Honda ADV e Yamaha NMax se encontram: conceito sem preconceito
Andar de moto no frio exige cuidados do motociclista
Yamaha Fazer FZ25 ABS 2022 chega renovada e ainda melhor

Evolução

Não à toa a Honda CG comemora seus 45 anos. Embora pouca coisa ficou da primeira moto produzida em 1976, afinal, ela nasceu com motor de 124 cm3 e 10,4 cv de potência máxima e câmbio de quatro marchas (todas para baixo). Houve muitas versões em seu caminho evolutivo, por exemplo, em 1981 a Honda lançou a primeira moto movida a álcool do planeta, que foi uma CG.

ML, Turuna, Today e Cargo, todas essas variações da CG marcaram época e precederam suas irmãs mais modernas. Do sistema de alimentação feito por carburador nas primeiras versões, passando pela opção de motor movido a álcool, até chegar aos motores bicombustível injetados atuais, a CG conquistou uma multidão de usuários tornando-se em sucesso estrondoso. Hoje a versão Fan é a mais vendida e a Titan a mais completa e desejada das quatro disponíveis, completam a sua linha a Cargo e a Start.

  • Honda CG
  • Honda CG
  • Honda CG

A Titan 2022

A CG mantem a mesma configuração parruda do modelo de 2020, as diferenças para a versão 2022 são estéticas. A Titan e a Fan ganharam volume com as novas abas laterais do tanque e a nova carenagem do farol. Como não poderia deixar de ser, também foram incorporados novos grafismos. O painel digital tipo blackout recebeu nova moldura.

Pacote técnico competente

A Honda CG tem motor bicombustível de 162,7 cm3 capaz de render 14,9 cv de potência máxima (15,1 cv no etanol) e 1,4 kgf.m de torque (1,54 kgf.m no etanol). Este motor tem respostas rápidas ao giro do acelerador e é muito competente, tanto no uso urbano como no rodoviário. Não é à toa que é a moto mais vendida do Brasil, é versátil, tem baixo custo de manutenção e está muito mais bonita e vistosa.

  • Honda CG

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– 
Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

O chassi do tipo diamond combina muito bem com as suspensões de funcionamento progressivo, que aliado à boa ergonomia, oferece excelente nível de conforto para rodar muitos quilômetros sem cansaço.

O sistema de freio é combinado, isto é, ao acionar pedal do freio traseiro, parte da força da frenagem é feita automaticamente com a pinça dianteira, o que oferece bastante segurança, principalmente para os menos experientes.

A linha CG tem dotes de sobra para seguir com pleno sucesso, nã só pela qualidade e robustez das quatro versões disponíveis, mas também pela capilaridade da enorme rede de concessionárias Honda, que leva seus produtos a todo o território brasileiro.

Conteúdo Recomendado

Comentários