Card image
Especiais
Harley-Davidson comemora 50 anos da Electra Glide

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 01/09/2015
  • Por: admin

<p>A Harley-Davidson Electra Glide está comemorando 50 anos em produção. Já em seu lançamento, em 1965, o modelo apresentava a aparência inconfundível que a eternizou e que a torna conhecida pelos motociclistas de hoje. Um dos destques em seu lançamento, foi a adoção de um acionador de partida elétrico.A inovação foi fundamental para eliminar a partida no pé, uma ação que se tornava cada vez mais difícil nas motocicletas com grandes motores V-Twin pesando mais de 350 kg. </p>

<p><img alt="Electra Glide: sucesso desde de 1965" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/electra_glide_-_4_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Como eram necessários uma bateria maior e um sistema elétrico de 12V para executar o acionador de partida, o tanque de óleo foi redesenhado. Inicialmente, a Harley manteve o sistema de partida no pedal para as pessoas que tinham dificuldades para se adaptarem aos novos tempos.</p>

<p>As saias elegantes no para-lama, banco com posição pensada no conforto do piloto, para-brisa e alforjes de fibra de vidro, que podiam ser colocados como opcionais individuais ou como parte do pacote chamado King of the Highway, eram outros destaques do Electrra Glide de 1965. O modelo oferecia diversas opções para atender às necessidades dos motociclistas, incluindo sistema de silenciadores duplos, além de uma combinação de marcha na mão e embreagem no pé.</p>

<p>Nas décadas de 1970 e 1980, a marca de Milwaukee introduziu um novo motor, o Shovelhead. Seu maior atrativo era o aumento de 10% na potência máxima. Três anos depois, a carenagem montada nos garfos – que ficou conhecida como “BatWing” – foi oferecida como opcional, tornando-se tempos depois, mundialmente conhecida.<br />
<br />
<img alt="1988 foi o ano de surgimento da FLHS Electra Glide Sport" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/1988_flhs_glide_sport_red_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Os freios a disco dianteiro e traseiro hidráulicos, transmissão final por correia e painel com sistema de som montado na carenagem chegaram nas décadas de 1979 e 1980. Mas foi em 1988 que aconteceu uma das mudanças mais marcantes do modelo, o lançamento da versão Sport, mais ágil e compacta, que não incluía baú traseiro e contava com para-brisa removível.</p>

<p>Já a Road King de 1994, buscou nas origens, a inspiração, com um visual bastante parecido com o modelo de 1965. Em 2006, outra versão entraria para história, o icônico modelo Touring, repleta de espaço para bagagem e muito conforto. Em 2009, a Electra Glide e todos os outros modelos Touring da marca receberam um quadro totalmente novo, com centro de gravidade mais baixo e maior distância entre-eixos.</p>

<p>No Brasil, a Ultra Limited, modelo mais completo de série na família Touring, substituiu a Electra Glide Ultra Classic a partir do modelo 2012, e já no ano seguinte foi contemplada com todas as inovações do Projeto RushMore se tornando em um dos modelos mais vendidos pela marca no país. Ela trazia um novo motor Twin Cam 103™ High Output Twin Cooled™ de refrigeração mista de ar e líquido e <span style="line-height: 1.6em;">assentos maiores, encosto mais alto para a garupa e carenagem estilo “BatWing”, além de central multimídia com tela touchscreen e sistema de navegação por satélite, além de software de reconhecimento de voz, que permite controlar o som e o GPS usando a fala.</span></p>

<p><img alt="Em 2013, surge o projeto Rushmore" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/electra_glide_-_2_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Mesmo com todas as atualizações, a Electra Glide permanece inconfundível. Que venha mais 50 anos!</p>

<p> </p>

<p> </p>

Conteúdo Recomendado

Comentários