Card image
Especiais
Especial: Saiba como é fabricada uma motocicleta

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 12/09/2016
  • Por: admin

<p>A fabricação de uma moto é um processo bem complexo, que muitos desconhecem e dificilmente alguma fábrica permite mostrá-lo em detalhes. Mas, conseguimos com o pessoal da Honda informações bem interessantes sobre o processo de fabricação completo de uma motocicleta. </p>

<p>A fábrica da Honda, localizada em Manaus (AM) é responsável por produzir todas as motocicletas da marca comercializadas no Brasil, além das unidades exportadas. Com á<span style="line-height: 1.6em;">rea construída de 263 mil m² em uma área de 727 mil m², conta com aproximadamente 6 mil colaboradores. </span></p>

<p><img alt=" " src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/introducao_honda_620x467.jpg" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">A fábrica tem capacidade de produzir 1,6 milhão de motocicletas por ano e nos 40 anos desde sua abertura, já</span><span style="line-height: 1.6em;"> produziu mais de 22 milhões de unidades. </span><span style="line-height: 1.6em;">Para que você entenda melhor</span><span style="line-height: 1.6em;">, montamos um p</span><span style="line-height: 1.6em;">asso-a-passo da produção de uma motocicleta, com base na marca da asa.</span></p>

<p><strong>1) Pesquisa & Desenvolvimento de Produtos</strong></p>

<p>Antes de desenvolver um novo modelo, a Honda pesquisa, para saber o que as pessoas esperam de uma motocicleta, como pretendem usá-la, o que imaginam em termos de design, estilo, performance e ergonomia.</p>

<p>Com essas informações, a equipe do Centro de Desenvolvimento e Tecnologia (CDT) da Honda, em Manaus (AM) dá início ao processo de desenvolvimento de um novo produto.</p>

<p>Além do conceito do novo modelo, a equipe de engenharia realiza o detalhamento de todos os componentes que irão compor o veículo. Para confecção dessas peças, são desenvolvidos moldes e ferramentas para a produção.</p>

<p><img alt=" " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/desenvolvimento_honda_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Os mesmos são testados e seguem para processamento nos equipamentos que irão executar o trabalho em cada um dos processos produtivos, como podemos ver abaixo.</p>

<p><strong>2) Processos de sinterização e fundição</strong></p>

<p>A Honda afirma que é a única fabricante do setor a realizar o processo de sinterização, que consiste em compactar um pó metálico composto de ferro, cobre, níquel e grafite para formar peças como a engrenagem que compõe o conjunto de embreagem do motor.</p>

<p>Após a compactação, essas peças passam por um forno a 1.150ºC, onde ocorre a sinterização para que saiam prontas para a montagem na motocicleta.</p>

<p><img alt=" " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/sinterizacao_honda_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Outro processo inicial importante é a fabricação das peças de alumínio. Todos os componentes utilizam ligas especiais de alumínio como matéria-prima, que são injetadas através de equipamentos em moldes projetados para conformar, com alta precisão, peças como as rodas de liga leve, partes do motor, entre outras.</p>

<p><strong>3) Processo de usinagem</strong></p>

<p>Responsável pelo acabamento de componentes de alumínio fundidos e outras partes do motor, o processo exige precisão para dar o acabamento final e fundamental para garantir a durabilidade e eficiência dos motores.</p>

<p><img alt=" " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/usinagem_honda_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><strong>4) Fundição centrífuga (spin casting)</strong></p>

<p>Esse é um novo processo realizado dentro da unidade de Manaus, que utiliza o forno de fusão de aço e a fundição centrífuga para a fabricação da camisa do cilindro do motor. A fundição centrifugada de ferro corresponde ao processo de transformação da matéria-prima em um tubo.</p>

<p><img alt=" " src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/spin_casting_honda_620x467.jpg" /></p>

<p>Essa peça é então extraída do molde, cortada e usinada. A camisa do cilindro é responsável pela passagem do pistão no motor. Utilizando essa técnica inovadora de produção, esta peça impacta positivamente tanto no rendimento do motor, quanto em relação à potência e economia de combustível.</p>

<p><strong>5) Estamparia</strong></p>

<p>As peças que necessitam de maior precisão e compõem os chassis das motos são estampadas em enormes prensas e soldadas por robôs.</p>

<p>A matéria prima dos chassis é composta de chapas e tubos. O conjunto segue para a pintura de aço e recebe acabamento antes de ir para a linha de montagem da motocicleta.</p>

<p><img alt=" " src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/estamparia_honda_620x467.jpg" /></p>

<p>Sua rigidez, propriedades e dimensões são verificadas em laboratório através de teste de materiais, desempenho e durabilidade.</p>

<p><strong>6) Injeção plástica</strong></p>

<p>Com moldes de alta tecnologia, equipamentos injetam as resinas que resultam em peças plásticas com alta resistência e qualidade de acabamento, como para-lamas e tampas laterais, que compõe o visual da motocicleta.</p>

<p><img alt=" " src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/injecao_plastica_honda_620x467.jpg" /></p>

<p><strong>7) Fabricação de assento</strong></p>

<p>A Moto Honda da Amazônia (nome oficial da fábrica de Manaus) é uma das poucas unidades fabris da Honda no mundo que possui um departamento para a produção dos assentos que compõem as motocicletas.</p>

<p>Trata-se de um processo no qual é injetada a espuma através de moldes, enquanto a napa é cortada e moldada, formando o novo assento.</p>

<p><strong>8) Solda</strong></p>

<p>É fundamental para complementar a estrutura final do conjunto chassi, tanque de combustível, garfo traseiro, escapamento e outros subconjuntos. Nessa etapa, as partes são soldadas, ou seja, fixadas umas às outras, e seguem para a pintura eletrostática.</p>

<p><img alt=" " src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/solda_honda_620x467.jpg" /></p>

<p><strong>9) Pintura</strong></p>

<p>Permite o acabamento final e garante maior resistência pelo tratamento superficial desses itens. A Honda conta com processos de pintura bastante diversificados e que acontecem paralelamente em diversos setores.</p>

<p>Todos atendem rigorosamente as normas ambientais com produtos não nocivos (à base d´água), estação de tratamento de efluentes e cuidados especiais no manuseio. Com investimentos recentes em robótica, a pintura do tanque tornou-se mais eficiente, reduzindo o consumo de tinta.</p>

<p><img alt=" " src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/pintura_honda_620x467.jpg" /></p>

<p><strong>10) Motores</strong></p>

<p>Na Honda, após a fabricação de todos os componentes do motor e recebimento das peças produzidas pelos fornecedores, todos os itens seguem para a linha de montagem, onde o conjunto motor e transmissão é montado, ajustado e então encaminhado para a etapa final de produção da motocicleta.</p>

<p><img alt=" " src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/montagem_motor_honda_620x467.jpg" /></p>

<p><strong>11) Linha de montagem</strong></p>

<p>Conforme os conjuntos de guidão, rodas, escapamentos, chassis, tanques e motores — entre outros — vão ficando prontos e devidamente inspecionados seguem por transportadores aéreos e terrestres para abastecer todas as linhas de montagem. </p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">O chassi é suspenso em uma esteira e cada cavalete recebe as peças e componentes que o transformarão em uma motocicleta completa.  A precisão e a rapidez nas linhas de montagem são tão grandes que, em intervalos de segundos, fica pronta uma nova motocicleta para seguir para a esteira de testes.</span></p>

<p><img alt=" " src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/linha_de_montagem_honda_620x467.jpg" /></p>

<p><strong>12) Inspeção final</strong></p>

<p>Após a realização de todos os processos de fabricação e montagem, os modelos são levados à inspeção final, onde os veículos montados são inspecionados e submetidos a testes funcionais, garantindo a qualidade final do produto.</p>

<p><img alt=" " src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/inspecao_final_honda_620x467.jpg" /></p>

<p>Além deste processo complexo, ainda existe a logística para levar as motos de Manaus (AM) para as mais de 1000 concessionárias espalhadas pelo Brasil.</p>

<p>Para São Paulo (SP) por exemplo, as motos descem de Manaus de barco em viagem que dura dias, até chegar em Belém, no Pará, e seguir por rodovias até as concessionárias e depois, ir para alguma garagem. </p>

Conteúdo Recomendado

Comentários