Card image
Especiais
Emprestar a moto ou não?

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 26/05/2015
  • Por: admin

<p>Algumas coisinhas não devem ser feitas em uma sociedade polida e educada. Por exemplo, você nunca pede a escova de dentes emprestada a alguém, nem a cueca, nem a calcinha, nem a mulher/homem. Então, <em>amigón</em>, você nunca deve pedir emprestada a moto de nenhum vivente.<br />
<br />
Porém, há certos bichos humanos de alma pouco civilizada que fazem exatamente este pedido: sua moto para "dar uma voltinha no quarteirão". Sei que há pessoas que não sabem dizer não, mas ficam com o coração na boca enquanto o talvez inexperiente condutor monta, acelera sua "preciosidade" e sai meio "banzo" tentando se equilibrar em um equipamento complexo, caro, com o qual ele não tem a menor experiência, e o mais importante: é seu!<br />
 </p>

<p><img alt="“Adoraria poder de emprestar a moto, mas estou mor­­­rendo de pressa, preciso ir embora”." height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/textocronicas_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><br />
Depois da inoportuna largada, quando que ele some dobrando a esquina, cada segundo se transforma em uma hora. Logo ao perdê-lo de vista, você reza, vem aquela sudorese repentina, depois de 20 segundos a vista turva, 30 segundos, você já procura o telefone do seguro, o estômago embrulha, e o intestino ameaça um súbito alívio ali mesmo ao ar livre.<br />
<br />
Aos 40 você senta na calçada e cai aos prantos. Ao avistar o ser dobrando a esquina oposta e retornando, o coração baixa de 190 batidas por minuto, a visão volta a ficar clara, o mundo parece um paraíso, e você volta a acreditar no poder superior.</p>

<p>Pois bem, o titio aqui já passou por vários pedidos deste tipo, e como sou a encarnação do "sim", tudo começava como uma gentileza fraterna, e normalmente acabava como um grande pesadelo. Para facilitar a vida dos queridos leitores preparei uma lista de respostas educadas para pedidos inoportunos e fora de propósito. Aí vão eles:</p>

<p><strong>Desconversa:</strong> "Claro! Você tem um capacete? Suba na garupa, e eu te levo para uma volta!"<br />
<strong>Problemas mecânicos:</strong> "Tudo bem, mas estou escutando um barulho estranho intermitente no motor. Preciso pedir para algum mecânico averiguar primeiro".<br />
<strong>Sem tempo:</strong> "Adoraria poder, mas estou mor­­­rendo de pressa, preciso ir embora".<br />
<strong>Seguro:</strong> "Meu seguro somente permite que eu pilote este veículo! Se acontecer algo, além de ele não cobrir, perco o bônus. Sorry!"<br />
<strong>Documentação:</strong> "Caro amigo, adoraria vê-lo pilotar minha moto, mas a documentação não está em dia, e ultimamente tenho ouvido falar de várias blitze neste bairro. Fica para quando tudo estiver ok!"<br />
<strong>Freios:</strong> "As pastilhas estão totalmente gastas e a dirigibilidade da moto está péssima! Que tal na semana que vem, quando eu trocar estas malditas peças?"</p>

<p>Agora vêm as minhas favoritas…<br />
<br />
<strong>O modo direto:</strong> "Não!"<br />
<strong>O modo mais direto:</strong> "Qual parte do ‘não’ você não entendeu?"<br />
<strong>Clareza incomparável: </strong>"Se algum dia eu pe­gar você sentado em minha moto, eu quebro todos os seus ossos!"</p>

<p>Keep riding!</p>

Conteúdo Recomendado

Comentários