Card image
Especiais
Editorial: Valorizar quem merece

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 31/03/2016
  • Por: admin

<p>Temos hoje, segundo dados da Fenabrave, acredite, mais de 80 marcas de motos do Brasil. Contudo, dessa lista, diríamos que não chegam a 15 as marcas que são sérias. Entenda por sérias aquelas que se preocupam, entre várias outras coisas, com a qualidade e a segurança de seus produtos, em oferecer um serviço de pós-venda decente e com a satisfação de seus clientes e revendedores.</p>

<p>Vivemos um momento extremamente delicado no mercado de motocicletas, você sabe disso. Voltamos aos patamares de vendas de uma década atrás, só que o que muitas vezes esquecemos é que, entre 2006 e 2016, o mercado viveu um excelente momento e as marcas (sérias) investiram pesado para atender à demanda… E, agora, grande parte dessa “estrutura” está ociosa. </p>

<p>Para se ter uma ideia, a Honda, que em 2011 emplacou 1,53 milhão de motocicletas no país, já cogita, neste ano, não chegar à marca de 1 milhão de motos produzidas, o que não acontece há mais de 10 anos. Arredondando, uma queda de 35%. No mesmo período, a Yamaha também viu seus emplacamentos caírem expressivos 39% e a Suzuki, preocupantes 55%.</p>

<p>Marcas como BMW, Ducati, Harley-Davidson, KTM e Triumph, que, apesar de estarem em Manaus, na prática apenas “montam” aqui as motos que vêm desmontadas de suas matrizes, além da retração do mercado, ainda sofreram duramente com a recente desvalorização do real. Mesmo assim — e esta edição recheada de lançamentos é uma prova concreta disso —, as marcas (sérias) continuam apostando no nosso mercado e investindo no desenvolvimento de novos produtos, que não param de chegar. Apesar do péssimo momento, nunca tivemos tantos lançamentos seguidos e jamais contamos com um mercado com tantas opções nas mais diversas categorias.</p>

<p>Evidentemente, ninguém faz caridade, e manter a “roda girando” é questão de sobrevivência para todas elas, mas não podemos deixar de pensar que, se temos hoje um mercado maduro e com produtos de vanguarda mundial, devemos isso às marcas (sérias) que não desistiram desta terra imprevisível que se chama Brasil. Forte abraço!</p>

Conteúdo Recomendado

Comentários