Card image
Especiais
Confira as 20 motos mais emplacadas em julho

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 03/08/2022
  • Por: Willian Teixeira

Os emplacamentos de motos sofreram uma desaceleração no mês de julho por causa da redução nos estoques das concessionárias e da aprovação de financiamentos, mas os números seguem positivos no acumulado do ano. As informações estão no último relatório da Fenabrave, a entidade que representa os distribuidores de veículos no país.

Segundo o documento, foram emplacadas 107.619 motocicletas em julho contra 120.867 em junho, uma queda de 10,96%. Na comparação com o mesmo mês de 2021, quando houve 112.567 emplacamentos, o recuo é de 4,4%. Já no acumulado nos sete primeiros meses de 2022, foram licenciadas 744.311 motos, um avanço de 18,16% sobre igual período do ano passado.

Factor 150 é a líder de emplacamentos da Yamaha em julho (Foto: Divulgação)

A Fenabrave informa que a indústria nacional de veículos teve uma retração de 2,6% em todos os segmentos somados no mês de julho sobre o resultado de junho. Quando comparado com o mesmo mês do ano passado, o recuo é de 0,6%. No acumulado dos sete primeiros meses do ano, o setor apresentou uma baixa de 2,7% em relação a 2021.

Crédito e estoque impedem avanço das vendas de motos

Segundo o presidente da Fenabrave, Andreta Jr, ainda existem problemas de disponibilidade de produtos, estes provocados pelas férias coletivas das fábricas e por questões relacionadas a distribuição de insumos.  “A demanda se mantém aquecida, não houve mudança de cenário”, diz.

LEIA MAIS:
Scrambler baseada na Honda Rebel pode estrear no EICMA 2022
Yamaha XMAX ABS: Máxima evolução
Visão da Indústria: Dia do Motociclista é todo dia

No entanto, o executivo comenta que o crédito no momento é um fator de preocupação para o segmento. “Atualmente, a aprovação (das fichas de financiamento) está em um patamar inferior a 30%”, destaca.

Honda ADV ganha nova cor e preço na linha 2023
Honda ADV voltou a superar a marca de 1.000 unidades emplacadas em julho (Foto: Arquivo)

Elétricas em total ascensão

Em julho, foram emplacadas 524 motocicletas eletrificadas e o ano já soma 4.119 unidades. No acumulado do ano, o crescimento supera 470%, na comparação com os primeiros sete meses de 2021.

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

“Tem havido um interesse maior pelas motocicletas eletrificadas, mas vale lembrar que o volume destes veículos, em 2022, representa pouco mais de 0,5% do total de motocicletas, à combustão, emplacadas”, explica Andreta Jr.

Modelos elétricos como o Voltz EV1 Sport estão cada vez mais em alta (Foto: Arquivo)

A seguir, você confere as 20 motos mais emplacadas em julho

1º Honda CG 160: 31.080 unidades
2º Honda Biz: 14.729
3º Honda NXR160 Bros: 11.308
4º Honda Pop 110i: 8.802
5º Honda CB 250F Twister: 3.574
6º Honda PCX: 3.311
7º Yamaha YBR 150 Factor: 3.099
8º Yamaha Crosser 150: 2.796
9º Yamaha Fazer 250: 2.783
10º Yamaha XTZ 250 Lander: 2.050
11º Honda XRE 190: 1.959
12º Honda XRE 300: 1.950
13º Honda Elite 125: 1.937
14º Yamaha YS150 Fazer:  1.375
15º Honda ADV 150: 1.102
16º Shineray Jet 50 X: 1.083
17º Yamaha YBR 125 Factor: 1.065
18º Yamaha Fluo 125: 921
19º TVS Sport 110i: 876
20º Shineray Jet 125 X: 821

Conteúdo Recomendado

Comentários