Card image
Especiais
Com custom Rebel, família 500 da Honda aumenta

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 18/11/2016
  • Por: admin

<p>Depois dos importantes<strong> Intermot </strong>e <strong>Eicma</strong>, onde é sempre esperado que todas as grandes novidades do ano seguinte sejam reveladas, a Honda deixou um novo modelo guardado, para divulgar assim que a poeira da agitada feira de motos de Milão (Itália) baixasse: a nova <strong>Honda CMX 500 Rebel</strong>, ou apenas Rebel 500, que foi apresentada pela Honda em Long Beach, Califórnia, no International Motorcycle Show. </p>

<p><img alt="Honda CMX 500 Rebel" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motociclismo_honda_cmx_500_rebel_2016_1_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Rebel é uma linha de motocicletas custom de baixa cilindrada, criada na década de 1990 no mercado norte americano, que começou como uma bicilíndrica de 125 cm³. Basicamente, esta é uma custom versátil, projetada para ser usada no dia a dia, com conforto e economia. A conhecida Suzuki Intruder tem esse apelo urbano e serve como exemplo da aplicação da Rebel.</p>

<p><img alt="O design acompanha a tendência neo-retrô do mercado. O painel é todo digital." do="" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motociclismo_honda_cmx_500_rebel_2016_5_620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p> O motor é o mesmo da família 500 da Honda. Bicilíndrico em linha, arrefecido a líquido, com 8 válvulas e 471 cm³. Para se adequar a proposta custom, o motor teve seu mapa de injeção revisado, priorizando o torque em baixa rotação no lugar da tradicional potência em altas rotações, com linearidade na entrega do desempenho.</p>

<p><iframe allowfullscreen="" frameborder="0" height="349" src="https://www.youtube.com/embed/-n7mHjWQrJo" width="620"></iframe></p>

<p>O estilo da Rebel 500 é o bobber.  Com pneus largos (130/90 na dianteira e 150/80 na traseira), tem assento monoposto de altura bem reduzida (690 mm) e guidão largo, proporcionando posição confortável de pilotagem. O quadro é novo e tem tubos aparentes fazendo parte do visual, deixando ela com estilo próprio.</p>

<p><img alt="São duas versões, que mudam basicamente o motor: 300 cm³ monocilíndrico ou 471 cm³ (500) bicilíndrico" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motociclismo_honda_cmx_500_rebel_2016_2_620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>Além da versão 500, a Rebel ganha a versão 300, com o mesmo visual, apenas mudando o motor, que é monocilíndrico, arrefecido a líquido. A 300 será comercializada apenas no mercado norte-americano, por US$ 4.399, enquanto a Rebel 500 segue inicialmente para a Europa e pode aterrizar aqui no Brasil, onde atualmente a Honda não tem nenhuma motociclista na categoria custom e chegaria como ‘peça chave’ para os motociclistas que começaram na baixa cilindrada e querem um degrau para chegar as grandes custom de alta cilindrada.</p>

<p><img alt="Além de duas versões, a Honda oferece uma linha completa de acessórios para as novas Rebel" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motociclismo_honda_cmx_500_rebel_2016_7_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>O preço da Rebel 500? US$ 5.999. Então deve chegar ao Brasil por cerca de R$ 25.000. Nos Estados Unidos, começa a ser vendida em abril de 2017. Em um mundo com muitas motos parecidas, é bom ver um novo modelo seguindo outro caminho quanto ao design. Vamos aguardar para ver como a Honda Brasil irá trabalhar esse modelo.</p>

Conteúdo Recomendado

Comentários