Card image
Especiais
Abraciclo prevê estabilização do mercado em 2016

1 Minuto de leitura

  • Publicado: 08/12/2015
  • Por: admin

<p>Nesta terça-feira (8), a Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), apresentou novos dados do segmento. Para o próximo ano, o setor espera o fim da queda de vendas e produção no mercado de motocicletas.</p>

<p>Entre janeiro e novembro de 2015, foram produzidas 1.212.075 motocicletas, volume 15% inferior ao apresentado em igual período de 2014 (1.432.842). A queda na produção é reflexo natural da redução nas vendas. As montadoras reduzem a produção para que os estoques não aumentem, evitando prejuízo.</p>

<p>Nas vendas no varejo  – para consumidor final -, foi observado um crescimento de 18,4% no volume de motocicletas, passando de 89.020 unidades, em outubro, para 105.371 em novembro.</p>

<p>Vale lembrar que esse crescimento é diretamente ligado a Lei 13.154/2015, que exige o emplacamento dos ciclomotores, veículos de duas rodas de até 50 cm³, que deram um salto de 287% de outubro (4.691) para novembro (18.155), refletindo a aplicação da nova lei. <span style="line-height: 1.6em;">Com esta alteração, a Shineray assumiu a terceira posição no ranking de vendas por fabricante, superando Suzuki e Dafra.  </span></p>

<p><img alt="Para evitar estoques altos, fabricantes reduziram produção" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/motociclismo_honda_2015_620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>As exportações de motocicletas (feitas por Honda, Yamaha e Kawasaki) totalizaram 63.179 unidades de janeiro a novembro de 2015, o que representa um recuo de 23% frente a igual período de 2014, com 82.003 motos. A Argentina é o principal país comprador destas motocicletas.</p>

<p><strong><span style="line-height: 1.6em;">2016, o ano da estabilização?</span></strong><br />
<span style="line-height: 1.6em;">Com base nos números atuais, a Abraciclo estima o fechamento de 2015 com a produção total de 1.270.000 motocicletas. Para a entidade, as exportações deverão atingir 73.000 motos. No varejo, a estimativa de fechamento do ano envolve 1.255.000 motocicletas.</span></p>

<p>Em suas projeções para 2016, a Abraciclo considera que a produção totalizará 1.280.000 unidades e 75.000 para exportação. No varejo, é projetada a venda de 1.260.000 unidades. “A entidade considera que estes números – muito próximos dos observados em 2015 – podem representar o gradual fim da queda do mercado de motocicletas”, avalia Marcos Fermanian, presidente da entidade.</p>

Conteúdo Recomendado

Comentários