Card image
Especiais
Opinião: a moto é um veículo feito para curtir a paz

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 06/10/2020
  • Atualizado: 12/10/2020 às 7:50
  • Por: Ismael Baubeta

Quem anda de moto sabe o quanto este veículo é capaz de fazer bem ao corpo, à mente e até mesmo ao corpo. As sensações que as motocicletas podem causar aos usuários são únicas e fazem bem, mas se você entrar na “vibe” do estresse quando estiver sobre sua moto, é melhor parar, respirar e seguir depois, quando se acalmar, caso contrário você vai colocar em risco sua integridade física e a dos outros.

Todo ser humano tem o direito de ter um dia ruim, mas há pessoas que acabam descontando a raiva atrás do volante de seu carro ou do guidão da sua moto, o que é muito perigoso para todos que estiverem por perto no trânsito.

A moto serve para muitas coisas e sempre é divertida (Divulgação)

Veja também:
Luzes são essenciais para a segurança do motociclista
Alpinestars Tech-Air 5 chega ao Brasil
KTM 390 Duke: mobilidade com diversão e adrenalina

É comum ver motoristas e motociclistas disputando faixas como se estivessem competindo e perto da bandeirada final. Motoristas que mudam de direção sem o menor cuidado e motociclistas que parecem estar dentro de um túnel invisível e intransponível, como se não pudessem ser atingidos por nada. Sem contar as pessoas que não têm experiência, são distraídas ou ruim de braço mesmo.

Se não todos, uma grande maioria de nós, já teve experiência desagradável no trânsito. Eu, por exemplo, já experimentei os dois lados da moeda, já senti os olhos vibrarem como se quisessem envesgar, quase escurecendo, quando um cara quis me ultrapassar no meio do corredor e, por pouco não me fez bater. Fui atrás dele, como um bom exemplo do que não se deve fazer, afinal a perseguição poderia ter terminado mal, com acidente ou com uma briga.

Temos que procurar uma convivência tranquila e pacífica no tráfego urbano
(Renato Durães)

Depois da adrenalina do momento você vai perceber que não vale a pena, tem gente te esperando chegar em casa para te abraçar, a confusão não vale a pena. Melhor conter o ânimo!

Para você motociclista que é naturalmente uma pessoa nervosa, aconselho se policiar nesses momentos em que acontece alguma “provocação”. Lembre-se que a outra pessoa pode estar em um dia ruim, ser ruim no trânsito e, o que é pior, achar que não tem nada à perder.

O trânsito é um exercício diário de paciência, não importa o veículo que você dirija, mas se for uma moto, tenha ainda mais cuidado, afinal elas foram feitas para curtir!
Lembre-se disso!