Card image
Competições
Veja como foi a 5ª etapa das motos do Sertões 2019

6 Minutos de leitura

  • Publicado: 29/08/2019
  • Atualizado: 29/08/2019 às 20:27
  • Por: Willian Teixeira

A primeira metade da etapa Maratona do Sertões 2019 chegou ao fim, mas o líder permanece o mesmo. Tunico Maciel foi o mais rápido das motos no percurso de 475 quilômetros, com 330 quilômetros cronometrados, entre Porto Nacional e São Félix do Tocantins, completando o trecho em 4h10min49s.

Ele foi seguido por Jean Azevedo e Gregório Caselani, seus companheiros na Honda Racing. Ricardo Martins, da Yamaha, e Vítor Closs, da Mandacaru Rally Team, fecham o grupo dos cinco primeiros.

Tunico Maciel segue firme na liderança entre as motos (Ricardo Leizer/Mundo Press)

Veja também:
Sertões 2019: veja como foi a 4ª etapa das motos
Tunico Maciel vence 3ª etapa e lidera Sertões nas motos
Sertões 2019: Tunico Maciel vence 2ª etapa das motos

“A moto chegou 100% ao parque fechado, só precisei realizar a manutenção básica para a largada de amanhã”, comenta Maciel, atual campeão das motos. Ele acrescenta que sua estratégia será manter o foco e a tranquilidade. “Estou cumprindo os desafios do Sertões dia após dia, acelerando onde sinto confiança e sendo cauteloso nos pontos de atenção, e ainda tenho conseguido me divertir bastante durante a prova. A sexta etapa será decisiva e quero chegar bem em Bom Jesus”, finaliza o piloto mineiro.

Campeão do Serões em 2016, Gregório Caselani é o 2º na classificação geral das motos. Ele está a 14min49s de Tunico Maciel. “Entramos no Jalapão e a sexta etapa promete ser muito difícil e pesada, principalmente por conta da areia e do calor. Pretendo manter o ritmo forte, mas ao mesmo tempo conservador, para cumprir a Maratona”, relata o gaúcho.

Campeão em 2016, Caselani é o atual vice-líder nas motos (Ricardo Leizer/Mundo Press)

O heptacampeão Jean Azevedo ocupa a 3ª colocação geral nas motos. Ele é o maior vencedor da prova na categoria, e tem experiência de sobra para superar adversidades. “Hoje passamos por lugares já conhecidos do Jalapão, na sexta etapa o nível técnico será muito mais alto e exigirá bastante perícia dos pilotos. Estou me sentindo bem fisicamente e a moto chegou inteira, é só trocar a planilha para largar”, finaliza.

Ricardo Martins, que terminou o dia em 4º nas motos, segue em recuperação após ter problemas nos primeiros dias da prova, mas comemorou o desempenho do primeiro dia de Maratona. “A moto está perfeita, vamos continuar lutando até o fim”, comenta o piloto da Yamaha, que é o 7º na classificação geral.

Nesta sexta-feira os pilotos partem de São Félix do Tocantins para a sexta etapa do rali, que segue em formato Maratona. Ou seja, os competidores só poderão contar com as equipes de apoio na cidade de Bom Jesus, no Piauí, após percorrerem mais de 537 quilômetros, com 535 de especiais. O desafio promete ser o mais duro da 27ª edição do Sertões, com muita areia, calor e todos os tipos de pisos.

Jorge Negretti está fora do Sertões 2019

Após sofrer um acidente na etapa de ontem, no trecho entre São Miguel do Araguaia (GO) e Porto Nacional (TO), a lenda do motocross, Jorge Negretti, precisou abandonar o Sertões 2019. Ele teve que ser resgatado por um helicóptero e foi levado ao hospital de Porto Nacional.

Por meio do perfil oficial da Yamaha Racing no Instagram, Negretti revelou ter sofrido algumas fraturas. “Faz parte, ossos quebrados do oficio. Faziam 11 anos que eu não quebrava nada, então agora validou para os próximos 11 anos. Mas está tudo bem”, comenta o lendário piloto, que disputava o rali pela primeira vez em sua carreira.

Jorge Negretti e Tiago Fantozzi (Marcelo Machado de Melo/Sertões)

Ao lado de Tiago Fantozzi, Negretti fazia um rali diferente, filmando os demais competidores de motocicletas para mostrar os perrengues que eles passam, além de ajudar companheiros quando fosse preciso, mostrando os bastidores do Sertões.