Card image
Competições
SuperBike Brasil: Danilo Lewis vence em Curitiba

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 02/09/2019
  • Atualizado: 02/09/2019 às 9:40
  • Por: Willian Teixeira

Debaixo de muita chuva, Danilo Lewis voltou a vencer uma prova do SuperBike Brasil no último domingo, dia 1º de setembro, no autódromo Internacional de Curitiba. O piloto da Tecfil Havoline Racing Team dominou a corrida da categoria SuperBike Pro e venceu pela primeira vez na temporada, com Alex Barros (Alex Barros Racing), na 2ª colocação e Maximiliano Gerardo (Motonil Motors) em 3º.

Danilo Lewis voltou a vencer etapa do SuperBike (J Capreti/SuperBike Brasil)

Veja também:
Mais potente, Ninja ZX-10R SE 2020 chega por R$ 95.990
Saiu o calendário provisório da temporada 2020 da MotoGP
Conheça os pilotos da temporada de estreia da MotoE

“Fiz uma corrida dos sonhos, ainda mais por superar o mestre, Alex Barros”, afirma o piloto, que tinha vencido pela última vez em setembro de 2018, em Goiânia. Além de ser o primeiro a cruzar a linha de chegada na principal categoria do SuperBike Brasil, Lewis também fez a melhor volta da prova em Curitiba: 1min34s035.

Alex Barros é o 2º em Curitiba e assume a liderança do SuperBike Pro (Divulgação/BMW)

Com o 2º lugar obtido no circuito paranaense, Alex Barros superou Eric Granado e assumiu a liderança do SuperBike Pro, com 80 pontos. O piloto da Honda Racing, que não competiu em Curitiba para tratar de uma lesão no ombro, agora é o vice-líder do campeonato, com 79 pontos.

Maximiliano Gerardo não teve um começo de corrida fácil, pois sua moto teve problemas e ele precisou largar dos boxes. Porém, por conta de abandonos, o uruguaio foi ganhando posições e conseguiu terminar a etapa paranaense na 3ª colocação, somando importantes pontos para o campeonato.

Mesmo largando dos boxes, uruguaio Maximiliano Gerardo terminou em 3º (Divulgação/Motonil Motors)

Pedro Sampaio, que largou na pole do SBK Pro pela primeira vez na carreira, caiu quando ocupava a 2ª colocação da prova e não conseguiu retornar à corrida da principal categoria do SuperBike Brasil. Com o piso molhado e pouca aderência, a prova atrapalhou o desempenho de muitos pilotos. “Estava me sentindo muito bem, mas cometi um pequeno erro e caí. Até tentei voltar, mas a moto ficou danificada e não foi possível continuar”, lamenta o gaúcho, sexto colocado na classificação do campeonato.

Pedro Sampaio largou na pole, mas não conseguiu completar a prova no PR (Ricardo Santos/Mundo Press)

Na SuperBike Extreme, Marcelo Skaf venceu a etapa. O piloto da Racer X Malibu Team Racing terminou à frente de Diego Viveiros (Picoloko/Pitico Race Team), Julio Fortunato (Sport Plus Racing), Rodrigo Dazzi (ELLO Racing) e Mauriti Junior (Kawasaki).

Já na categoria SuperSport a vitória ficou com Leonardo Tamburro, da Kawasaki, que obteve sua segunda vitória consecutiva no campeonato. José Duarte e Matheus Barbosa completam o pódio. Com o resultado, Tamburro amplia a vantagem na liderança do campeonato. Ele chegou a 109 pontos na temporada.

A próxima etapa do SuperBike Brasil está prevista para 22 de setembro, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia.