Card image
Competições
Sertões 2019: Tunico Maciel é bicampeão entre as motos

6 Minutos de leitura

  • Publicado: 02/09/2019
  • Atualizado: 02/09/2019 às 12:32
  • Por: Willian Teixeira

Chega ao fim a 27ª edição do Rally dos Sertões. Os pilotos percorreram aproximadamente 5 mil quilômetros entre Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, e Aquiraz, no Ceará. Entre as motos, Tunico Maciel conquistou o bicampeonato na disputa geral. Este é o quinto título consecutivo da Honda Racing na competição.

O piloto mineiro fechou a prova em 34h03min18s, com Jean Azevedo em 2º e Ricardo Martins na 3ª posição. O heptacampeão do maior rally das Américas completou a prova em 34h27min35s, enquanto o piloto da Yamaha levou 36h11min09s para concluir sua participação no Sertões 2019.

Tunico Maciel conquista bicampeonato do Sertões 2019 junto com a Honda Racing (Doni Castilho/Mundo Press)

Veja também:
Sertões na reta final: veja quem lidera entre as motos
Moto: veículo da amizade e da curtição
Conheça o roteiro da 27ª edição do Rally dos Sertões

Na 8ª e última etapa, os pilotos iniciaram o dia com um deslocamento direto de 428 quilômetros entre Crateus e Aquiraz, no Ceará. Eles disputaram o último especial cronometrado em um circuito de 18 quilômetros nas areias, com chegada no Beach Park, famoso parque aquático da região. O mais rápido entre as motos foi Jean Azevedo, que completou o percurso em 11 minutos e 47 segundos, cruzando a linha praticamente junto de Ricardo Martins.

Pilotos largam em conjunto para última especial do Sertões 2019 (Doni Castilho/Mundo Press)

Campeão do Sertões, Tunico Maciel terminou o especial na 8ª colocação, levando 12min56s para cruzar a linha de chegada e sacramentar a sua conquista. “O Sertões é uma prova única, todos que ganham parece que é a primeira vez. Eu já estava emocionado antes de subir na rampa”, conta o agora bicampeão, que assumiu a liderança da prova já na 2ª etapa e não saiu mais de lá.

Maciel comenta que o resultado foi obtido graças ao trabalho duro de toda a equipe Honda Racing. “Tivemos dias longos e extremamente difíceis para chegar ao final com o título. Mantive o foco e a calma o tempo todo, não encostei o guidão da moto no chão em momento algum. Não tive qualquer problema com a minha moto, que mais uma vez foi fundamental para eu chegar até aqui. Foi um rali incrível”, comenta o piloto, que competiu com uma Honda CRF 450 e também ficou com o título da categoria Production Aberta.

Tunico Maciel, campeão do Sertões 2019 nas motos (Magnus Torquato/Mundo Press)

Vice-campeão geral das motos e campeão da classe Super Production, Jean Azevedo comemora a dobradinha de sua equipe. “Fizemos um trabalho fantástico, com muita garra. Todos da Honda Racing viraram noites para nos dar todo o suporte e o resultado é uma dobradinha no pódio. Agora vamos preparar para 2020, sempre estou em busca de mais e quero conquistar o meu oitavo titulo no Sertões”, diz o experiente piloto paulista, que continua sendo o maior vencedor da história da prova nas motos.

Heptacampeão do Sertões, Jean Azevedo é vice no geral das motos (Victor Eleutério/Sertões)

Terceiro no geral das motos, Ricardo Martins enfrentou diversos problemas ao longo da prova e sofreu uma fratura na clavícula, mas comemorou a sua posição final no Sertões 2019. “Foi uma prova dura, tive que vir de trás. Acabei uma especial sem navegação, outra com a roda só no aro por causa de um problema no mousse. Mas foram dias bons, vim buscando posições e para quem estava praticamente fora do rali chegar ao pódio tem um sabor muito especial. Fizemos um bom trabalho, agora vamos analisar os pontos que temos a melhorar e saímos mais fortes para o ano que vem. Com certeza a minha hora vai chegar”, comenta o piloto da Yamaha.

Ricardo Martins, da Yamaha, 3º no Sertões 2019 (Victor Eleutério/Sertões)

Janaina Fagundes e Moara Sacilotti foram as únicas mulheres a disputar o Sertões nas motos. A primeira terminou a prova na 25ª colocação, enquanto a segunda aparece na 40ª colocação entre as 62 motos que competiram.

Janaina celebrou sua posição de chegada com um post em seu perfil no Instagram:

Ver essa foto no Instagram

Vencemos mais um @sertoes ! 🇧🇷🏁 O Maior rally das Américas brilhou em sua 27° Edição, um rally diferente de todos que já participei, que me trouxe um grande aprendizado, muitas histórias e desafios superados, fico muito feliz em chegar aqui na tão esperada rampa de chegada com muita determinação espalhada pelos 5.000km que percorremos! Terminar dia após dia, mesmo com alguns imprevistos só aumentava minha vontade de estar aqui hoje, superar meus limites e acreditar que todos os sonhos são possíveis, porque mesmo que tenha uma chance em 1 milhão, eu não me importo… Porque só preciso de uma ! Finalizo minha participação com um 25° na geral das motos, e P7 na categoria. 🏁🏆 Obrigada de coração a todos pela torcida, as msg de incentivo e todo carinho recebido. #Sertões #GoJana13 #Rally #CrossCountry #Brazil #IMS #GaiaMx #MrPro #GoPro #MultRacing #BikeBox #BrasilMotoTour #Jana13

Uma publicação compartilhada por Janaina Souza (@jana13rally) em

Campeão em 2016, Gregório Caselani teve problemas e não completou a 6ª etapa, mas permaneceu na prova até o fim para dar apoio aos seus companheiros. “Este foi o maior Sertões que eu já corri, em termos de quilometragem, e foram oito dias que exigiram ao máximo dos pilotos e das máquinas. Estou muito feliz pelo time, o Tunico Maciel é uma grande pessoa e merece comemorar”, conclui Caselani.