Card image
Competições
Rossi fica! Italiano corre na MotoGP pela SRT Yamaha em 2021

5 Minutos de leitura

  • Publicado: 26/09/2020
  • Por: Willian Teixeira

O que já era esperado, aconteceu! Valentino Rossi ficará na MotoGP em 2021. O piloto italiano, dono de nove títulos mundiais, assinou contrato com a Yamaha e vai disputar a próxima temporada pela SRT, a equipe satélite da casa dos três diapasões, ao lado de Franco Morbidelli. O time oficial da Yamaha terá Maverick Viñales e Fabio Quartararo.

O piloto segue para sua 22ª temporada na MotoGP, sendo que até o momento ele soma 21 campeonatos disputados, o 15º com a Yamaha, onde ele tem, até o momento, 4 títulos mundiais, 142 pódios e 56 vitórias em 250 corridas.

Para Lin Jarvis, diretor da Yamaha, Rossi não deveria se aposentar em uma temporada marcada pela pandemia da Covid-19, e sua permanência é um ponto positivo. “Assim como os fãs, estamos satisfeitos com sua permanência na MotoGP por mais um ano. Ele terá todo apoio e uma YZR-M1 de fábrica como combinamos anteriormente“, comenta.

Jarvis ainda agradeceu a SRT por abrir suas portas para Valentino e pelo entusiasmo em contar com o multicampeão, e acredita que o time pode ter sucesso em pouco tempo. “Apesar de ser uma equipe jovem, eles mostram muito profissionalismo e são sérios candidatos a vitórias. Por isso temos certeza de que Rossi se sentirá confortável por lá”, finaliza o dirigente.

Rossi afirma ter pensado muito antes de tomar sua decisão, pois a MotoGP está cada vez mais disputada, e para se estar no topo é necessário muito trabalho, mas destacou que ainda sente gosto em estar na categoria e optou por continuar em 2021.

“No início do ano fiz minha escolha e falei com a Yamaha, que concordou comigo e me garantiu uma moto de fábrica e o apoio mesmo que eu não ficasse na equipe de fábrica. Fico feliz em me mudar para a SRT, eles são novos, mas já mostraram ser uma equipe de ponta, são sérios e organizados”, comenta Rossi.

Rossi persegue Morbidelli no GP de San Marino (Divulgação/SRT)

O italiano terá o “aluno” Franco Morbidelli como companheiro de equipe. “Ele é piloto da academia, vai ser legal. Podemos trabalhar juntos para fazer coisas boas acontecerem”, conclui.

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas redes sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter