Card image
Competições
Rodrigo Amaral é o campeão do EI 2012

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 17/09/2012
  • Por: admin

<p>A edição de 30 anos do Enduro da Independência, que aconteceu entre os dias 5 a 7 de setembro, passando pelas cidades mineiras de Belo Horizonte, Nova Lima, Mariana e Sabará, teve um novo campeão na categoria Master: o mineiro Rodrigo Amaral. O piloto de Lagoa da Prata confirmou sua vitória na trigésima edição da prova depois de superar os favoritos durante os quatro dias e 596 quilômetros de disputas acirradas pelas trilhas do Circuito do Ouro. Na segunda posição ficou o capixaba Jomar Grecco com sua motocicleta TM, seguido pelo também mineiro e piloto da TM, Gianino Coscarelli.<br />
<br />
O equilíbrio entre os pilotos da categoria de elite do Enduro da Independência mostra o porquê o enduro de regularidade é uma das modalidades que mais cresce no país. Para ser bem sucedido na prova, o piloto tem que ser o mais regular possível e o “X” da questão está na constância. E foi justamente esse o trunfo de Amaral. Desde a largada da prova, no Parque das Mangabeiras, na capital Belo Horizonte, o piloto da Honda esteve sempre entre os primeiros colocados.<br />
<br />
“Eu bati na trave algumas vezes e agora estou muito feliz. O Enduro da Independência é referência, o evento é o mais importante do Brasil. E ter competido com os melhores pilotos do país em uma prova de altíssimo nível técnico me deixa ainda mais orgulhoso pela conquista”, comemorou Amaral.<br />
<br />
O roteiro do primeiro dia, totalizando 100 km, passou por algumas das trilhas mais técnicas da região e, segundo os próprios pilotos, foi um dos dias mais difíceis do EI 2012. O campeão da edição deste ano, Amaral, ficou em quinto e a etapa foi vencida por Gianino Coscarelli, da TM. Atrás dele, Gabriel Lemos Badaró, Guilherme Cascaes e Jomar Grecco fecharam os cinco melhores. O campeão de 2011, Mario Vignate, teve problemas com sua motocicleta no primeiro dia e terminou na décima sexta posição, deixando-o longe da briga pelo título.<br />
<br />
A prova chegou à metade pelas montanhas com mais de 1.450 metros de altitude do “Topo do Mundo”, em Brumadinho, Minas Gerais. O segundo dia de disputas da edição de 30 anos teve 190 quilômetros de percurso com muita trilha pesada, calor, subidas técnicas e minério de ferro. O roteiro largou e chegou ao condomínio Alphaville de Nova Lima, passando pela região de Itabirito, Belo Vale e Congonhas, em Minas Gerais. E foi aqui que Amaral começou sua caminhada para o título. O piloto foi o vencedor do dia, assumindo a segunda colocação na classificação geral, atrás apenas de Gianino Coscarelli, que ficou em terceiro na etapa e ainda seguia como líder (por três pontos). Sandro Hoffman, piloto satélite Honda, ficou com o segundo lugar do dia.<br />
<br />
Um dos trechos mais difíceis, onde somente a categoria Master passou, foi a temida trilha do Boi Preto, que relembra caminhos centenários abertos pelos escravos e possui grandes degraus de pedra. Além de todas as adversidades do trajeto, Amaral ainda teve que lutar contra problemas com o imã do sensor e ficou boa parte da prova sem navegação. Mesmo assim, saiu com a vitória do dia.<br />
<br />
No terceiro dia de disputas, quando a prova passou nos arredores da famosa Estrada Real, a briga pelo título ficou ainda mais embolada.  O piloto Jomar Grecco venceu a etapa do dia que teve 160 km de trajeto entre as cidades de Nova Lima e Mariana. Com este resultado, o capixaba assumiu a segunda colocação na classificação geral. O quatro vezes campeão da competição, o mineiro Dário Júlio, apareceu pela primeira vez entre os três melhores ao conquistar a segunda posição durante o terceiro dia de prova. Guilherme Cascaes ficou em terceiro e Rodrigo Amaral em quarto. Com os pontos conquistados, Amaral assumiu a liderança da classificação geral da categoria Master, enquanto que Gianino Coscarelli caiu para terceiro.<br />
<br />
Com isso, a decisão do Enduro da Independência 2012 ficou para os últimos 140 km de percurso, entre as cidades de Mariana e Sabará. Amaral levou mais uma vez o dia e com isso conquistou o título do EI 2012. Tentando se recuperar do prejuízo das primeiras etapas, Mario Vignate conseguiu a segunda colocação na última etapa e com isso ficou em sétimo na geral. Jomar Grecco finalizou o dia em terceiro e garantiu assim o vice-campeonato. Gianino Coscarelli terminou o dia em sexto, ficando atrás da TM de Grecco na classificação geral. Os pilotos da Honda, Sandro Hoffman e Dário Júlio ficaram, respectivamente, em quarto e quinto na tabela de classificação.<br />
<br />
O Enduro da Independência 2012 reuniu 333 pilotos inscritos de diversas localidades do país, divididos em 12 categorias. A prova é organizada pelo Trail Clube Minas Gerais (TCMG) e seu presidente, Gustavo Jacob, ao fim dos quatro dias, estava com a sensação de dever cumprido. “Pela resposta dos pilotos, que elogiaram bastante, a edição de 30 anos foi um verdadeiro sucesso. A prova foi técnica e compacta, um formato que agradou muito e deve continuar nos próximos anos. Cumprimos os nossos objetivos e agora eu vou dormir tranquilo, ainda mais pelo fato de mais uma vez ninguém ter se machucado. Vamos trabalhar para que o Enduro da Independência tenha no mínimo mais 30 anos de sucesso”, concluiu.<br />
<br />
Classificação Geral Categoria Master:<br />
<br />
1)    Rodrigo Amaral, 155 pontos<br />
2)    Jomar Grecco, 151<br />
3)    Gianino Coscarelli, 144<br />
4)    Sandro Hoffman, 138<br />
5)    Dário Júlio, 133</p>

Conteúdo Recomendado

Comentários