Card image
Competições
Ricardo Martins está fora do Rally dos Sertões

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 07/09/2016
  • Por: admin

<p><span style="line-height: 1.6em;"><strong>Fim de Rally dos Sertões para Ricardo Martins, piloto Yamaha</strong>, que não largou na manhã desta quarta-feira (7) para a etapa 4. </span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Martins estava perto da liderança na Etapa 3, nesta terça-feira (6), quando bateu em um cavalo e tomou um tombo forte. O catarinense da equipe Yamaha Grupo Geração viu sua moto incendiar depois do choque com o animal e nada pôde fazer. O piloto está bem, sem lesões, mas abandona o sonho do título nesta edição do maior rally brasileiro.</span></p>

<p><img alt="Catarinense está bem, mas abandona o Rally após bater em um cavalo nesta terça-feira (6) e ver sua moto incendiar" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/ricardo_martins_sertoes_2016_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /><br />
Até as 22h, Martins ainda não havia voltado para o box da equipe porque somente depois que todos os competidores – incluso carros, quadris e UTVs – tiverem passado pela Especial, o carro de resgate é permitido entrar para buscar os pilotos que ficaram parados pelo caminho.<br />
<br />
Companheiro de equipe de Ricardo, Jovânio Frutuoso – o ‘Palhoça’ – parou para prestar socorro ao companheiro de equipe e constatou que Ricardo estava bem. "Parei, falei com ele. Estava frustrado com o tombo, mas perfeitamente normal, caminhando, conversando. Falei que ficaria com ele esperando o socorro, e ele me mandou seguir adiante porque estava bem", relatou.<br />
<br />
‘Palhoça’ segue na batalha da categoria Over45. Após três etapas, o piloto de 54 anos é o 25º colocado na classificação geral do Rally. "Hoje (terça-feira) começou a ficar mais rápida a tocada. Mas com o calor intenso, para nós que já temos mais idade, está bastante puxado. O objetivo principal é completar a prova. Até aqui está dando certo", disse Palhoça, que está em sua quarta participação no Rally dos Sertões.<br />
<br />
A Yamaha também segue na competição com Daniel Crema, que busca o título do Campeonato Brasileiro de Rally na categoria Marathon. Nesta terça-feira, Crema terminou a prova em 5h36min35seg, o 14º melhor tempo do dia.</p>

<p>Em seu perfil na rede social Facebook, o piloto Ricardo Martins comentou o ocorrido: "Galera, ontem (terça-feira) faltando 120 km para o fim do dia, logo após ao abastecimento em um trecho de alta velocidade, um cavalo atravessou em minha frente, não deu tempo de nada, bati no cavalo de mão no fundo e a moto se destruiu com o forte impacto. Tinha peça para todo lado e gasolina também, então começou o fogo por tudo e até onde eu estava. <strong>Por alguns segundos me apavorei pensando que estava pegando fogo também em mim, pois eu estava todo molhado, achei que era de gasolina, mais era a água do meu camelback </strong>(bolsa que os pilotos levam para se hidratarem durante a prova) que tinha estourado. Graças a Deus sai ileso, rolei por alguns metros no meio da mata e não peguei nenhuma árvore. Estou com algumas dores, normal da pancada mais daqui a pouco passa. Não estou triste, estou feliz por Deus ter me protegido e estar aqui escrevendo para vocês hoje, também satisfeito por tudo que fiz e me dediquei durante o ano, tudo estava dando certo, moto impecável, parte física muito boa e tinha velocidade para brigar pela vitória no Rally, estava correndo com muita tranquilidade e certo das atitudes que tinha de ter para chegar a vitória, mais agora é levantar a cabeça e seguir em frente, valeu galera, obrigado DEUS."</p>

<p><img alt="Mesmo com todo preparo técnico e uma moto competitiva, o Rally dos Sertões é sempre muito difícil e, principalmente, imprevisível" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/sertoes_rally_motociclismo_foto_victor_eleuterio1_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Sem dúvidas, <strong>Martins era um dos favoritos a vencer esta edição do Rally dos Sertões</strong> e o mais apto piloto Yamaha para isso, mas <strong>assim como o atual campeão, Jean Azevedo, que teve problemas também na etapa 3 e despencou da liderança para o décimo primeiro lugar </strong>na classificação, <strong>Martins não teve sorte na prova. </strong></p>

<p>A caravana segue nesta quarta-feira, com a etapa 4. Enquanto isso, <a href="http://www.motorpress.com.br/moto/competicoes/competicoes-competicoes/rally-dos-sertoes-caselani-vence-etapa-3-e-lidera/"><span style="color:#FF0000;"><strong>l<span style="line-height: 1.6em;">eia nosso</span><span style="line-height: 1.6em;"> resumo da etapa 3 e a classificação atualizada.</span></strong></span></a></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários