Card image
Competições
Paschoalin completa Pikes Peak com Yamaha MT-09

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 25/06/2018
  • Por: Carlos Bazela

Pikes Peak, Rafael Paschoalin, corrida, North West 200, TT, Ilha de Man, motos, Yamaha, naked, tricilíndrica, domingo, MT-09, motociclismo, Motociclismo Online, Revista Motociclismo, corrida de moto, motovelocidade, corrida de rua, Ducati, Multistrada 1260 Pikes PeakO brasileiro Rafael Paschoalin mostrou mais uma vez sua vocação para as corridas de rua ao terminar uma das provas de motociclismo mais difíceis do mundo: a subida de Pikes Peak, disputada em Colorado Springs, nos Estados Unidos. Após superar muito frio e até neve, o piloto completou a subida em terceiro lugar na categoria middleweight (peso médio) e em 27º na classificação geral. Tudo isso a bordo de uma Yamaha MT-09 especialmente modificada.

“Obrigado amigos, família, patrocinadores e todos que torceram por mim. Eu realmente me sinto abençoado por ter essa oportunidade de viver empenhado atrás de sonhos malucos e objetivos insanos. Hoje não foi um bom dia, mas diante de todos os problemas que tivemos, estar no topo da montanha são e salvo é o que importa!”, comentou o piloto em seu perfil no Instagram.

Esta foi terceira participação de Paschoalin em Pikes Peak, mas a primeira com a MT-09, sendo que nos outros anos competiu com outro modelo da família de nakeds, a MT-07. Entre as motos, a melhor classificada foi a Multistrada 1260 Pike Peak de Carlin Dunne.  “Conseguimos! A Multistrada 1260 Pikes Peak provou ser tão incrível quanto todos nós esperávamos. O desempenho dela foi perfeito, me dando tudo que eu precisava para subir a montanha. Pikes Peak nunca é uma corrida fácil, mas o tempo colaborou e conseguimos a vitória para a Ducati”, comentou o piloto norte-americano, quatro vezes vencedor da prova.

Pikes Peak, Rafael Paschoalin, corrida, North West 200, TT, Ilha de Man, motos, Yamaha, naked, tricilíndrica, domingo, MT-09, motociclismo, Motociclismo Online, Revista Motociclismo, corrida de moto, motovelocidade, corrida de rua, Ducati, Multistrada 1260 Pikes PeakCom a vitória na competição nova Multistrada faz jus à versão Pikes Peak: no ano passado, durante o EICMA, o Salão de Milão, a Ducati revelou a atualização da Multistrada com o motor de 1 262 cm³ da XDiavel. O motor é capaz de gerar até 158 cv de potência máxima a 9.750 rpm, enquanto o torque máximo é de 13.2 kgf.m a 7.500 rpm.

Outros itens incluem Unidade de Medida Inercial (IMU), freios ABS de atuação em curvas, controles de tração e wheeling e o VHC (Vehicle Hold Control), que quando ativado, aciona automaticamente o freio traseiro para segurar a moto, enquanto o piloto pode focar no câmbio e na aceleração, algo bastante útil em aclives. Soma-se ainda o câmbio assistido quickshift, para subir e descer marchas sem acionar a embreagem, a suspensão semi-ativa Skyhook e um belo painel colorido TFT. A Pikes Peak ainda inclui a pintura especial tricolor, várias partes em fibra de carbono, escape Termignoni e faróis de LED responsivos para curvas.

Fotos: Larry Chen / reprodução Facebook e Ducati

Conteúdo Recomendado

Comentários