Card image
Competições
MotoGP volta ao Brasil a partir de 2022

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 10/10/2019
  • Atualizado: 11/10/2019 às 7:13
  • Por: Willian Teixeira

O Brasil voltará a receber uma prova da MotoGP a partir de 2022. A categoria, que correu no país pela última vez em 2004, no autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, terá sua etapa realizada no circuito Rio Motorpark, que será construído em Deodoro, também na cidade maravilhosa.

A novidade foi anunciada nesta quinta-feira pela organização da MotoGP e pelo consórcio. Segundo informações do jornal O Globo, a pista deve ser a única homologada no país para sediar provas da MotoGP e da Fórmula 1.

Circuito de Deodoro deve ficar pronto em 2021 para receber a MotoGP em 2022 (Divulgação)

Veja também:
Márquez vence na Tailândia e é campeão da MotoGP

Kawasaki ZZR1400 2020: será a última versão do mito?
Nova Yamaha MT-03 2020 é lançada na Europa

“Estou muito orgulhoso em anunciar que o MotoGP voltará às corridas no Rio de Janeiro, uma das cidades verdadeiramente icônicas do mundo e em um país tão incrível. O Brasil é um mercado importante para motocicletas, motociclismo e automobilismo, com uma história para se orgulhar – e um futuro que estou empolgado em ver o MotoGP desempenhar um papel tão vital quando voltamos em 2022”, comenta Carmelo Ezpeleta, CEO da Dorna Sports.

O contrato assinado pela Dorna com a Rio Motorsports (RMS), empresa responsável pela construção da pista, é válido até 2025. A conclusão das obras está prevista para 2021. O circuito deve ter 4,5 quilômetros de extensão, com sete curvas à esquerda e seis à direita, e o tempo aproximado de volta para a MotoGP é de 1min38s.

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, destaca que o retorno da categoria rainha do Mundial de Motovelocidade deve gerar empregos e cooperar para o desenvolvimento da cidade. “Vamos levar o desenvolvimento para uma região da cidade com muitas necessidades, que é a Zona Oeste, e estimular o turismo. Tudo isso sem a cidade colocar um centavo no projeto, já que todo o investimento será de responsabilidade da concessionária”, comenta o prefeito.

Etapa da temporada 2004 da MotoGP, última que teve prova no Brasil (motogp.com)

Já o CEO da Rio Motorsports, JR Pereira, ressalta o comprometimento da Dorna em trazer a categoria de volta ao país. “Somos muito gratos a eles por nos ajudarem a realizar o sonho de trazer a MotoGP de volta ao Rio”.