Card image
Competições
MotoGP: Marquez lidera treino no Texas com Rossi na cola

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 20/04/2018
  • Por: Carlos Bazela

MotoGP, Texas, Circuito das Américas, Mundial de Motovelocidade, motos, competições, corrida, Yamaha, Honda Ducati, Marc Marquez, Maverick Viñales, Valentino Rossi, Jorge Lorenzo, Cal Crutchlow, polêmica, treino, treino livreSe depender do primeiro treino livre desta sexta-feira, a corrida do próximo domingo, 22, no Circuito das Américas, localizado no Estado norte-americano do Texas promete, além de adrenalina, muitas faíscas na disputa entre o espanhol Marc Márquez e o italiano Valentino Rossi. Os pilotos da Honda e da Yamaha terminaram em primeiro e segundo lugar, respectivamente, neste primeiro dia de pista e com tempos muito próximos. Enquanto MM93 cravou 2’05.330 em sua melhor volta, VR46 veio logo em seguida com 2’05.926.

No treino de hoje cedo, ainda tivemos destaque para Jorge Lorenzo, que parece estar se entendendo melhor com sua DesmosediciGP e fez o quarto melhor tempo (2’06.480), logo atrás de Maverick Viñales da Yamaha, que marcou 2’06.257. O vencedor da última etapa, Cal Crutchlow, que compete pela equipe satélite da Honda foi o quinto com o tempo de 2’06.539 e Andrea Dovizioso, da Ducati, foi o dono do sexto melhor tempo do dia ao virar 2’06.734.

MotoGP, Texas, Circuito das Américas, Mundial de Motovelocidade, motos, competições, corrida, Yamaha, Honda Ducati, Marc Marquez, Maverick Viñales, Valentino Rossi, Jorge Lorenzo, Cal Crutchlow, polêmica, treino, treino livreSobre o resultado desta manhã, Márquez comentou que se sentiu bem na pista e mantiveram os mesmos pneus durante todo o treino, mas ressaltou que não foi fácil manter a aderência. Já na coletiva de imprensa de ontem, quando perguntado sobre como seria a corrida seguinte ao polêmico Grande Prêmio da Argentina, Marc Márquez manteve sua posição. “Muita coisa aconteceu. Eu cometi erros, eu fui penalizado e eu fui me desculpar. Nós somos pilotos, somos pessoas e todos nós cometemos erros. Então, você aprende com o que foi bom, com o que foi ruim e se certifica de que não aconteça de novo”, finalizou.

Rossi também não voltou atrás em suas declarações. ”Eu assisti novamente a corrida e mantenho exatamente o que eu disse depois do GP na Argentina, mas o melhor agora é olhar para a frente”, comentou. Durante a coletiva com o piloto italiano, houve quem comparasse o choque entre ele e Márquez ao de Senna e Prost na F1, em 1989, o que VR46 tratou de pontuar: “A diferença entre o que houve e Senna e Prost é que entre eles havia a disputa por um título e tanto um como o outro poderia vencer”, concluiu.

Conteúdo Recomendado

Comentários