Card image
Competições
MotoGP: com Covid-19, Rossi não corre em Aragón

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 15/10/2020
  • Por: Willian Teixeira

A Yamaha anunciou que Valentino Rossi testou positivo para Covid-19 nesta quinta-feira, 15 de outubro. Com isso, o italiano está fora do GP de Aragón, na Espanha, que acontece neste final de semana no circuito Motorland.

Segundo comunicado oficial da Yamaha, Rossi deixou Le Mans no último domingo, dia 11, logo após o GP da França e voltou sua casa em Tavullia, na Itália. Na última terça-feira o piloto fez o teste PCR, obrigatório para os pilotos que visitam suas casas entre as corridas, e o resultado deu negativo.

MotoGP: com Covid-19, Rossi não corre em Aragón
Rossi testou positivo para Covid-19 nesta quinta, 15 de outubro (Divulgação/MotoGP)

Na quarta-feira ele não sentiu nada, mas na manhã desta quinta-feira o multicampeão da MotoGP amanheceu com uma leve febre e dores no corpo. Rossi foi submetido a novos testes, constatando diagnóstico positivo para Covid-19.

“Acordei e não estava me sentindo bem. Chamei o médico que me testou duas vezes. O resultado do teste rápido foi negativo, mas o segundo infelizmente foi positivo. Estou triste por ter de perder a corrida em Aragón, respeitei os protocolos, mas é assim que as coisas são e nada posso fazer para mudar a situação. Agora vou seguir os conselhos dos médicos e só espero me sentir bem em breve”, comenta Valentino Rossi.

MotoGP: com Covid-19, Rossi não corre em Aragón

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas redes sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

A Yamaha informa que o estado de saúde de Rossi será monitorado por uma equipe médica que o acompanhará em Tavullia. Segundo a escuderia, Rossi não teve contato com outros pilotos e integrantes do time que vão participar do GP de Aragón, inclusive pilotos da VR46 Academy.

O diretor da Yamaha, Lin Jarvis, lamentou a ausência do italiano em Aragón, mas torce pela pronta recuperação de seu piloto. Jarvis também lembrou a ausência de alguns membros da Yamaha em Le Mans após testarem positivo para a doença. “Esses incidentes nos lembram que o risco está sempre presente, não importa o quão cuidadoso você seja”, diz o dirigente.

A tendência é que Valentino Rossi seja substituído por Jorge Lorenzo enquanto estiver afastado por conta do coronavírus. Porém a Yamaha ainda não confirmou a presença do espanhol na prova, e por regulamento o time não é obrigado a substituir o italiano. Mas vale lembrar que o GP de Teruel será realizado em 25 de outubro (também em Aragón), e se Rossi estiver afastado até lá, Lorenzo deve correr em seu lugar.