Card image
Competições
Mir vence a primeira e se aproxima do título da MotoGP

6 Minutos de leitura

  • Publicado: 09/11/2020
  • Por: Willian Teixeira

O espanhol Joan Mir, da Suzuki, venceu o GP da Europa da MotoGP, disputado no último domingo no circuito Ricardo Tormo, em Valencia. Foi a primeira vítória da carreira do atual líder do campeonato de 2020 da categoria rainha do Mundial de Motovelocidade. Além disso, ele se tornou o nono vencedor diferente em 12 corridas disputadas pela categoria na temporada 2020.

“É difícil dar 100% quando você está lutando por um título porque você sempre tem que ter cautela, mas vi a chance de minha primeira vitória e tive que aproveitá-la. Eu sabia o que tinha que fazer e me sentia muito bem com minha moto. Não tenho palavras para descrever como é incrível ser um vencedor de uma corrida de MotoGP e isso me dá um impulso extra, especialmente depois de um fim de semana complicado em termos de condições. As coisas ainda estão perto do topo, então preciso me manter focado e continuar trabalhando para o próximo fim de semana”, comenta o piloto.

Joan Mir lidera a temporada 2020 e está próximo de seu primeiro título da MotoGP (Divulgação/Suzuki Ecstar)

Completam o pódio Alex Rins, companheiro de Mir na Suzuki, na segunda colocação e Pol Espargaró, da KTM, em terceiro.

Com o resultado, o espanhol da Suzuki #36 se isolou na liderança do campeonato com 162 pontos, com 37 de vantagem em relação aos vice-líderes Alex Rins e Fabio Quartararo, que terminou a corrida em Valencia apenas em 14º, ambos com 125 pontos. Veja como foi a corrida em Racing Online!

Pódio do GP da Europa da MotoGP (Divulgação)

Esta foi a primeira vez em 38 anos que duas Suzukis terminaram na primeira e na segunda colocação de uma corrida da MotoGP. A última vez em que isso ocorreu foi no GP da Alemanha de 1982, vencido por Randy Mamola e com Virginio Ferrari em segundo. Quem fechou o pódio na ocasião foi Loris Reggiani, que também competia com uma Suzuki.

Joan Mir celebra sua primeira vitória na MotoGP (Divulgação/Suzuki Ecstar)

Ducati anuncia Bastianini e Marini como dupla da Avintia para 2021

A Ducati anunciou a promoção de Enea Bastianini e Luca Marini para a equipe satélite Avintia Esponsorama para a temporada 2021 da MotoGP. Eles chegam para substituir Johann Zarco e Tito Rabat, sendo que o primeiro foi promovido para a Pramac, enquanto o segundo está fora da MotoGP a partir do final desta temporada.

Nascido em 1997, Enea Bastianini participou de sua primeira temporada na Moto3 em 2014 após duas vitórias na Rookies Cup em 2013. Em seu ano de estreia no Campeonato Mundial, Enea conquistou três pódios, conquistando sua primeira vitória no ano seguinte junto com outros cinco pódios e terminando em terceiro na classificação geral sua segunda temporada.

Ducati terá Luca Marini e Enea Bastianini na Avintia em 2021 (Divulgação)

Vice-campeão da Moto3 de 2016 com seis pódios adicionais em seu crédito, incluindo uma vitória, o piloto da Romagna correu mais duas temporadas nesta classe e obteve vários sucessos. Em 2019, Enea subiu para a Moto2 conquistando seu primeiro pódio em Brno, na República Tcheca. Na atual temporada, em seu segundo ano na classe intermediária, o Enea somou até o momento três vitórias e sete pódios e luta pelo título: ocupa a segunda posição na classificação geral, a apenas 7 pontos do líder do campeonato.

Já Luca Marini, que também nasceu em 1997, ingressou na Moto2 em 2016 depois de se ter destacado na Moto3. Depois de duas temporadas de aprendizado, Luca se juntou à SKY Racing Team VR46 em 2018 e conquistou sua primeira vitória, junto com outros quatro pódios e duas poles. O piloto continuou com a mesma escuderia na Moto2 no ano seguinte, somando mais duas vitórias e quatro pódios. Este ano Marini conquistou até agora três vitórias e cinco pódios no total e, com 155 pontos, ocupa a terceira posição do campeonato, a apenas 23 pontos do topo da classificação.

Com a confirmação de Bastianini e Marini na Avintia, resta apenas uma vaga aberta para 2021. A Aprilia aguarda a definição sobre o caso de Andrea Iannone. Se o italiano for punido, a equipe buscará pilotos para dividirem os boxes com Aleix Espargaró.

MotoGP anuncia calendário provisório para 2021

A MotoGP anunciou na última semana o calendário provisório para a temporada 2021. Estão previstas 20 etapas e a novidade é o retorno da categoria para as Américas, uma vez que as corridas por aqui não foram disputadas este ano por conta do coronavírus. Confira o calendário provisório da MotoGP em Racing Online!

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas redes sociais!
– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter