Competições
  • 17/11/2021
Lenda viva: Rossi se despede e entra no Hall da Fama da MotoGP

3 Minutos de leitura

  • Publicado:
  • Por: Guilheme Derrico

Agora é oficial, o piloto italiano Valentino Rossi encerrou a sua carreira no último final de semana e foi integrado à lista de pilotos lendários da MotoGP. Ele se tornou integrante do Hall of Fame e foi oficializado coo uma lenda da motovelocidade.

Com uma carreira que durou 26 anos, com inúmeros títulos e registos que ficarão para a história do motociclismo, Valentino Rossi se despediu assim que recebeu a bandeirada no Grande Prêmio da Comunidade Valenciana, no dia 14 de novembro.

Em uma cerimônia organizada exclusivamente para ele, Rossi foi chamado ao palco para receber a medalha que o coloca numa lista VIP de pilotos que integram o chamado Hall of Fame do MotoGP, com esportistas que marcaram época na modalidade.

Com 9 títulos mundiais divididos em diferentes categorias do Mundial de Velocidade, o “Doutor”, de 42 anos, entra diretamente para o “top 3” de pilotos com maior número de títulos e se tornou o 32º a receber tal honraria. Dessa forma, ele se igualou a nomes como Mike Hailwood ou Carlo Ubbiali, e ficou atrás apenas de Ángel Nieto (13 títulos) e de outro italiano, Giacomo Agostini, que com 15 títulos continua intocável no topo desta lista.

Yamaha YZR-M1 envia carta de despedida e declara amor a Valentino Rossi: “Me fez amada outra vez”

A Yamaha divulgou uma carta assinada pela YZR-M1 para se despedir de Valentino Rossi. O texto relembra momentos importantes de uma trajetória de 16 anos de parceria. O piloto recebeu uma carta da sua amada motocicleta na despedida da MotoGP. Em um comunicado enviado à imprensa, a marca dos três diapasões avaliou que seria justo a moto se despedir de “alguém que ela gosta muito”.

E você, também vai sentir saudades das manobras de Valentino Rossi durante as corridas de motovelocidade? Uma coisa é certa, o italiano ainda deverá agregar muito ao esporte, visto que sua academia e futuras parcerias poderão surgir. Vale lembrar que ele ainda estará ligado ao Mundial de Motovelocidade em 2022, desta vez como dono de equipe, atuando na Moto2 e na MotoGP. Reverências ao maior de todos!

Veja o vídeo que a Yamaha fez sobre o encontro entre homem e máquina:

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!
– 
Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Conteúdo Recomendado

Comentários