Card image
Competições
Jack Miller vence na 'loteria' do GP da Holanda

5 Minutos de leitura

  • Publicado: 26/06/2016
  • Por: admin

<p>Neste domingo (26), Assen, na Holanda recebeu a oitava etapa do Mundial de Motovelocidade. Aqui você confere tudo que aconteceu nesta etapa cheia de surpresas, com a etapa sendo realizada pela primeira vez em um domingo (sempre foi no sábado) e com vencedores inéditos nas três categorias!</p>

<p><strong>Moto3</strong><br />
<span style="line-height: 1.6em;">Na sempre imprevisível categoria, outra corrida com disputa até a última curva. Dos 32 que largaram, apenas 22 terminaram. O pole Enea Bastianini foi um dos que ficou pelo caminho.</span></p>

<p>Seis pilotos  tinham chances de vencer até a linha de chegada. Romano Fenati chegou na última chicane em primeiro, mas cruzou a linha de chegada fora do pódio, em quarto.  Venceu pela primeira vez no Mundial Francesco Bagnaia, primeiro triunfo também da Mahindra, quebrando a "o padrão" Honda e KTM.</p>

<p><img alt="Em Assen o piloto 21 levou a melhor, após a última curva da última volta!" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/moto3_assen_2016_motociclismo_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p> Andrea Migno cruzou a linha de chegada em segundo, porém por ter excedido os limites da pista na última disputa, foi penalizado com a perda de uma posição, ficando com o terceiro lugar no pódio e promovendo Fabio Di Giannantonio para segundo lugar.</p>

<p>Detalhe: os cinco primeiros pilotos são italianos. Para comprovar o nível de disputa, a diferença do sexto lugar (Jules Danilo) para o vencedor foi de apenas 0s161!</p>

<p>Brad Binder, atual líder com 151 pontos, finalizou em 12º lugar (-12s169). Não é um bom resultado para quem quer ser campeão, mas, ainda assim, ele tem vantagem de 48 pontos sobre o segundo na classificação, Jorge Navarro (103).</p>

<p><strong>Moto2</strong></p>

<p>O pole Thomas Luthi conseguiu manter o primeiro lugar após a largada, seguido por Sam Lowes e Dominique Aegerter. <span style="line-height: 1.6em;">Faltando 20 voltas, Franco Morbidelli – um dos que treina com Valentino Rossi em sua academia de pilotos – assumiu a liderança. Quatro voltas depois, o sempre agressivo Takaaki Nakagami assumiu a liderança sobre Morbidelli.</span></p>

<p><img alt="Takaaki Nakagami em ação na Moto2, depois de várias tentativas, triunfou em Assen" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/moto2_assen_2016_motociclismo_1_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Faltando seis voltas, começou a garoar – como era previsto. O escorregadio Sam Lowes estava em uma intensa briga com Lorenzo Baldassarri e quase caiu pelos pneus gastos e a pista molhada. Mas o primeiro que ficou pelo caminho foi Thomas Luthi, que caiu na curva oito.</p>

<p>A chuva aumentou e por questão de segurança, a organização encerrou a prova faltando uma volta (23 de 24), com bandeira vermelha.  Decisão acertada. Com isso, finalmente chegou a primeira vitória no Mundial do japonês Takaaki Nakagami – primeiro ‘japa’ a vencer no Mundial desde 2010 na Catalunha -, com Johann Zarco em segundo, com Morbidelli em terceiro.</p>

<p><img alt="O super feliz Nakagami, Zarco (novo líder) e Morbidelli no pódio da Moto2 em Assen" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/moto2_assen_2016_motociclismo_2_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Com o resultado, Alex Rins – que sobe para a MotoGP na equipe Suzuki em 2017 -, esta empatado na classificação com Zarco, ambos com 126 pontos. Em terceiro, Sam Lowes com 121 pontos.</p>

<p><strong><span style="line-height: 1.6em;">MotoGP</span></strong></p>

<p>A chuva aumentou após o término da prova da Moto2. Para ter noção das condições da pitas, na saída do box para a formação do grid, Eugene Laverty (Ducati) caiu e teve que correr para o box novamente… Largou em último. Como a corrida foi totalmente atípica, resolvemos detalhar tudo, volta a volta. Vamos lá!</p>

<p>De forma inusitada (pela chuva), a corrida começou em ‘ritmo de volta de apresentação’, com todos lentos, analisando a pista. Valentino Rossi assumiu a liderança, seguido por Andrea Dovizioso (o pole) e Yonny Hernandez, que logo passou Rossi e assumiu a liderança provisória – ele é o último piloto na classificação da temporada. Outro piloto Ducati, Andrea Iannone, em três voltas, após largar em (pen)último por penalização, já estava em sexto lugar!</p>

<p><img alt="Yonny Hernandez " height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/yonny_hernandez_motogp_assen_2016_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>A pista começou a secar, e Hernandez , Rossi, Dovizioso seguiam nas 3 primeiras posições. Prova que a Ducati vai bem em Assen e principalmente na chuva, é que nas cinco primeiras posições, quatro motos eram Ducati, com Hernandez, Dovizioso, Danilo Petrucci e Andrea Iannone… Mas, voltou a chover!</p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Faltando 17 voltas e Hernandez abria quase 4 segundos sobre Rossi, que logo perdeu a posição para Dovizioso. Petrucci também encostou em Rossi, sinalizando a possibilidade de 3 Ducati no pódio.</span></p>

<p>Faltando 15 voltas, a chuva aumentou e Hernandez errou a frenagem no final da reta e perdeu a liderança, voltou em 19º lugar, na frente de Jorge Lorenzo, o penúltimo! Dovizioso era o novo líder, com Rossi e Petrucci provisoriamente no pódio (3 italianos). <span style="line-height: 1.6em;">Iannone caiu sozinho na curva 2 no início da volta 14, quando Petrucci passou Rossi. Redding é a terceira Ducati, que encostou no Rossi.</span></p>

<p>Na volta 15 de 26, a chuva tornou a corrida mais perigosa,  com visibilidade comprometida, Redding passou Rossi e Petrucci passou Dovizioso. Com isso, três Ducati no pódio provisoriamente, quando teve bandeira vermelha.</p>

<p>Aparentemente um dos motivos (ou o motivo) foi a moto de Rossi não estar com a lanterna acesa, item obrigatório de segurança, essencial na chuva e com baixa visibilidade.</p>

<p> Como não haviam sido completados 2/3 da prova, a organização divulgou que aguardaria a melhora as condições da pista para reinicio com 12 voltas. As posições do grid ficam valendo pela última volta completa, a 14, onde Dovizioso era o líder e Iannone ainda estava ‘em pé’.</p>

<p>A chuva parou e a relargada foi autorizada. Ainda com pista molhada, Dovizioso, Rossi e Márquez na frente. Pedrosa <strong>caiu</strong> na curva 9. Rossi assumiu a ponta. Crutchlow também fora da prova após <strong>cair</strong> na curva 12. Petrucci fica fora por falha na moto e Dovizioso também <strong>cai</strong>. <strong>Do sonho ao desastre</strong> foi a Ducati nessa prova, infelizmente.</p>

<p><img alt="Rossi, Dovizioso, Petrucci. Todos ficaram pelo caminho na escorregadia Assen…" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/rossi_assen_2016_620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>Rossi, Márquez e Jack Miller em terceiro na prova. Bradley Smith <strong>caiu</strong> (e voltou em último), Rossi <strong>caiu</strong> também e ficou desolado com mais um fim de prova antecipado, Aleix Espargaró <strong>caiu</strong> na mesma volta – deu para você imaginar as condições da pista? <span style="line-height: 1.6em;">Miller passou Márquez e Pol Espargaró era o terceiro, até ser ultrapassado por Redding. Jack Miller conquistou seu melhor resultado no Mundial, com a primeira vitória na MotoGP. </span></p>

<p><img alt="Jack Miller não luta pelo título, por isso arriscou tudo e saiu com a merecida vitória em Assen!" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/jack_miller_assen_2016_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Marquez foi cerebral e se conteve no segundo lugar (-2s9), importante para a temporada, evitando uma queda desnecessária. Redding salvou a Ducati de um fracasso total com o terceiro lugar no pódio (-5s9).</p>

<p><img alt="Marc Márquez poderia ter brigado pela vitória, mas pensou no título e acertou ao ficar seguro no segundo lugar em Assen" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/marc_marquez_2016_assen_motogp_620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>Miller foi o primeiro australiano a vencer na MotoGP, desde 2012, com Casey Stoner. Além disso foi o primeiro piloto satélite a vencer desde 2008! A próxima etapa será em 17 de julho, com o GP da Alemanha.</p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Na luta pelo título, Márquez agora acumula 141 pontos. Lorenzo – que estava ‘escondido’ na prova e terminou em 10º – se manteve em segundo lugar, com 121 pontos. Rossi é o terceiro com 103 pontos.</span></p>

<p><img alt="Scott Redding, terceiro no qualificatório, terceiro na corrida, salvando a Ducati de um fracasso total, após ter 3 pilotos provisoriamente no pódio" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/scott_redding_motogp_assen_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><strong>Nota do editor</strong><br />
Ponto para o canal SporTV2, que em respeito ao público da MotoGP, não encerrou a transmissão as 10h00, como era previsto, extendendo a programação em 40 minutos para mostrar a prova até o pódio. Em nome dos fãs de motovelocidade, agradecemos pela atitude acertada.</p>

Conteúdo Recomendado

Comentários