Card image
Competições
Flat Track: brasileiros disputam evento nos EUA

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 12/03/2020
  • Atualizado: 13/03/2020 às 14:55
  • Por: Willian Teixeira

Atualização: o evento foi adiado por causa do coronavírus. Uma nova data para sua realização será divulgada futuramente.
O Brasil terá nove representantes no Flat Out Friday, evento de Flat Track que será realizado nesta sexta-feira, dia 13 de março, em Milwaukee, nos Estados Unidos.

A curitibana Bruna Wladyka será a primeira pilota brasileira a competir na prova, que é uma das principais da modalidade. Ela vai por meio do projeto “Build, Train, Race”, uma parceria da Royal Enfield com a fabricante americana de motores e peças de motocicletas, S&S Cycles.

Além de pilota, Bruna Wladyka também é empresária e produtora (Atomus Agência)

Bruna terá como adversárias no Flat Out Friday a fotografa Lanakila MacNaughton, a customizadora canadense, Andrea Lothrop e a atual ganhadora do Campeonato Distrito 23 Amador Feminino de Flat Track de 2019, no Minnesota, Jillian Deschenes. Todas vão competir com motos Royal Enfield Interceptor 650 customizadas.

“Será a minha primeira grande competição e estar ao lado de mulheres tão empoderadas no universo do motociclismo é de uma pressão sem tamanho. Só o fato de participar já é uma grande conquista. Me sinto grata por poder representar as mulheres brasileiras e espero fazê-lo de forma honrosa”, comenta Bruna, que vai ao evento a convite da Royal Enfield.

Além de Bruna, também participam do evento Pedro Chernicharo, Celio Dobrucki, Rafael Oregana, Henrique Zampieri, Basile, Jhony Brutal, Chrys miranda e o atual campeão brasileiro da modalidade, Marcelo Silvério.

Prova de Flat Track
Brasil terá nove representantes no Flat Out Friday (Carlos Anselmo)

Veja também:
Número de mulheres motociclistas cresce 89% em oito anos
Bianchini Rally e Power Husky renovam parceria
Produção de motos avança nos dois primeiros meses de 2020

Criado na primeira década do século XX nos Estados Unidos, o flat track surgiu como uma oportunidade para os fabricantes de motocicletas mostrarem o potencial de seus produtos nas pistas. Desde 2012, a modalidade voltou a ganhar espaço no país, com competições transmitidas ao vivo por grandes emissoras de televisão e por meio das redes sociais.

Chrys Miranda Flat Track
Chrys Miranda, um dos brasileiros que vai ao Flat Out Friday (Divulgação)

No Brasil, o Flat Track foi trazido pelo Rodeo Motorcycle, evento de motociclismo que ocorre anualmente, em Sorocaba (SP), e em seguida ganhou o apoio do BMS Motorcycle, de Curitiba (PR), os dois eventos mais conceituais do segmento no Brasil, se tornando uma categoria oficial, abrindo os olhos dos apaixonados pela modalidade em todo o mundo para o País e originando a Liga Brasileira Oficial de Flat Track, o Flat Track Brasil.

Flat Track ganha nova categoria no Brasil

Além da participação inédita e do reconhecimento dos brasileiros, o Flat Track passará a ter uma nova categoria no Brasil. “ A partir deste ano, o Flat Track também contará com máquinas da Royal Enfield customizadas, sendo todas do modelo Himalayan, com 411 cc, modelo ideal para estradas de terra, trilhas e aventuras”, comenta Cezinha Mocelin, um dos responsáveis pelo Flat Track no Brasil.