Card image
Competições
Entrevista: Piloto Carlos Campano

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 27/11/2014
  • Por: admin

<p>Para os fãs de motocross, conversamos com o piloto Carlos Campano, campeão em 2014 nas principais categorias do Campeonato Brasileiro de Motocross e do Arena Cross. Confira!</p>

<p><strong>MOTOCICLISMO – Ter bons pilotos estrangeiros nas competições nacionais faz com que o esporte evolua no país. Por que você decidiu competir no Brasil? O que te atraiu?</strong></p>

<p>Carlos Campano – As provas do Mundial que já disputei no Brasil sempre foram muito boas (Canelinha, Indaiatuba). Me senti bem com o chão e o desenho das pistas brasileiras, e a Yamaha tinha um projeto muito bom. Sempre fui piloto da Yamaha, e ter a chance de evoluir em outro país com uma equipe desde seu começo era uma oportunidade que não quis deixar passar.</p>

<p><strong style="line-height: 1.6em;">Quais pilotos você tem como referência, inspiração para continuar evoluindo na carreira?</strong></p>

<p>Quando comecei a olhar as corridas na tv, meu ídolo era Jean Michael Bayle. Ele ganhou tudo na Europa e nos EE.UU. e ainda teve tempo de fazer bonito na motovelocidade! Agora gosto muito de Chad Reed e Antonio Cairoli.</p>

<p><strong style="line-height: 1.6em;">Este é o segundo título conquistado na categoria principal do Campeonato Brasileiro de Motocross. Como você avalia esta temporada?</strong></p>

<p>A temporada foi muito boa, conseguimos ganhar os dois principais campeonatos. Meu rendimento foi muito alto, e minha equipe não cometeu nenhum erro no ano todo. A equipe fez um bom investimento para me dar as melhores condições e apesar de quebrar meu pé treinando, recuperamos a liderança dos campeonatos e nos tornamos campeões.</p>

<p><strong style="line-height: 1.6em;">Para você, foi mais fácil conquistar o título do Brasileiro nesta temporada, ou em 2012?</strong></p>

<p>Em 2012 foi mais tranquilo, pois liderei o campeonato o ano todo e não tive lesões, e os rivais eram mais fracos. Este ano, acho que meu nível está mais alto, mas a lesão o a melhora dos outros pilotos complicou muito.</p>

<p><strong style="line-height: 1.6em;">Fale sobre a motocicleta que utilizou nesta temporada. Quais são as modificações dela em relação ao modelo original de fábrica?</strong></p>

<p>A Yamaha YZF 450 2014 evoluiu muito e está excelente. Meu mecânico, Rafael Rocha, fez um trabalho ótimo e não somente fez uma moto muito confiável, mas também muito leve! Usei suspensões Goby Racing e algumas peças no motor e equipamento dos nossos parceiros como Lcm, Rock Parts, Pirelli, Zeta, DRC.</p>

<p><img alt="O piloto Carlos Campano com a Yamah YZF 450F, dupla campeã" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/yamaha_carlos_miguelcampanotexto_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><strong><span style="line-height: 1.6em;">Qual é sua estrutura para treinar? Você pratica algum outro esporte com moto?</span></strong></p>

<p>Gosto muito fazer trilha com os amigos, mas só quando estou de férias na Espanha. Em Florianópolis, tem o Centro de Treinamento da equipe Geração Yamaha. É muito bom treinar com a oficina a 10 metros da pista para fazer os testes e evoluir mais rápido. Tem pista de Supercross e Motocross, e uma de curvas.</p>

<p><strong><span style="line-height: 1.6em;">Além do bicampeonato brasileiro, você foi campeão na categoria principal do Arena Cross. Qual dos campeonatos mais te agrada e por quê?</span></strong></p>

<p>Como piloto gosto mais do motocross. A pista é maior e as baterias mais longas. Acho mais justo, tem que sacrificar muitas coisas para ganhar no motocross. Por outro lado, o Arena é mais show, muito divertido e com muito contato com os pilotos e as arquibancadas.</p>

<p><strong><span style="line-height: 1.6em;">Qual foi o seu maior rival em 2014?</span></strong></p>

<p>O Jetro Salazar andou na frente todas as corridas, e só os problemas com sua moto deixaram ele para trás. O Balbi andou muito forte também, mas ao final acabei brigando com o Jean Ramos pela vitória nos dois campeonatos.</p>

<p><strong><span style="line-height: 1.6em;">Você acompanha outras categorias do motocross nacional? Vê algum piloto se destacando mais, com um futuro promissor?</span></strong></p>

<p>Com certeza Enzo Lopes tem um bom futuro. Está fazendo muitas corridas fora e isso vai ajudar ele a evoluir. Em geral, os meninos brasileiros têm muito talento. O problema é sair. Quando chegam nas categorias PRO, o investimento para seguir ao máximo nível é muito alto, e muitos se perdem no caminho.</p>

<p><strong><span style="line-height: 1.6em;">Se você pudesse implementar uma novidade no Campeonato Brasileiro, o que faria?</span></strong></p>

<p>Tem que fazer corridas nas pistas Top do Brasil, aquelas que têm tradição, gates cheios e arquibancadas lotadas. Isso ajuda o esporte a crescer. Depois, para as 50cc, 65cc e Júnior, faria bons campeonatos estaduais e depois uma final nacional. O Brasil é muito grande e todas as famílias não podem seguir um campeonato de oito etapas por todo o País.</p>

<p><strong><span style="line-height: 1.6em;">Quais são seus planos para 2015? Competirá nos dois campeonatos novamente?</span></strong></p>

<p>Sim, o objetivo é defender o número 1 o ano que vem!</p>

<p><img alt="Carlos Campano" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/yamaha_itapema_mauhaastexto_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários