Card image
Competições
Crutchlow substitui Lorenzo como piloto de testes da Yamaha

2 Minutos de leitura

  • Publicado: 13/11/2020
  • Por: Willian Teixeira

A Yamaha confirmou Cal Crutchlow como piloto de testes para a temporada 2021 da MotoGP. O britânico chega para assumir a função que é atualmente ocupada por Jorge Lorenzo, que deixa a equipe dos três diapasões no final do atual campeonato.

Crutchlow está sem equipe desde que foi dispensado da LCR pela Honda, que colocou Alex Márquez na moto do britânico para a próxima temporada. Seu companheiro, o japonês Takaaki Nakagami, vai permanecer no time satélite da marca japonesa, tendo o irmão de Marc Márquez ao seu lado em 2021.

Crutchlow substitui Lorenzo como piloto de testes da Yamaha
Crutchlow em ação com a LCR Honda (Divulgação)

Veja também:
Mir vence a primeira e se aproxima do título da MotoGP
Marc Márquez volta à MotoGP apenas em 2021
Sem vaga na MotoGP, Dovizioso tira ano sabático em 2021

O piloto britânico, que também acumula uma passagem pela Ducati, chegou a negociar com a Aprilia por uma vaga como titular para o próximo campeonato, mas elas nunca chegaram a uma conclusão.

Cal Crutchlow fará sua estreia na Yamaha em 2021 nos testes de pré-temporada agendados para fevereiro em Sepang, na Malásia. Ele também participara de outras sessões privadas da equipe dos três diapasões para contribuir com o programa de desenvolvimento da MotoGP. Segundo o time, os 10 anos experiência do britânico na categoria o tornam ideal para assumir a função de piloto de testes.

Crutchlow substitui Lorenzo como piloto de testes da Yamaha
Crutchlow durante sua passagem pela Ducati, em 2014 (Divulgação)

Aparições como wildcard são possíveis desde que a equipe considere isso benéfico para o programa de testes. Crutchlow também confirmou sua disponibilidade para ser selecionado como piloto substituto caso algum dos titulares da Yamaha perca alguma prova por lesão ou doença.

O britânico tem um antigo relacionamento com a Yamaha. Ele ganhou o Mundial de Supersport (WorldSSP) em 2019 com a marca dos três diapasões. No ano seguinte ele subiu ao Mundial de Superbile (WorldSBK) e obteve dez pódios e três vitórias, terminando em quinto lugar na classificação geral. Em 2011, Cal subiu para a MotoGP com a antiga equipe satélite da Yamaha, a Monster Energy Tech3, onde viveu três de suas dez temporadas na principal categoria do Mundial de Motovelocidade.

Crutchlow substitui Lorenzo como piloto de testes da Yamaha
Jorge Lorenzo durante os testes em Portimão (Divulgação)

No comunicado, a Yamaha aproveitou para agradecer Jorge Lorenzo pelo comprometimento como piloto de testes durante o ano de 2020, uma temporada totalmente atípica por conta da pandemia da Covid-19. A marca deseja ao espanhol sucesso em seus empreendimentos futuros. Especula-se que Lorenzo pode assinar com a Aprilia para 2021, ocupando o posto que era de Andrea Iannone, suspenso até 2024.