Card image
Competições
Céu e inferno na Catalunha

4 Minutos de leitura

  • Publicado: 14/06/2015
  • Por: admin

<p><span style="line-height: 1.6em;">A Catalunha recebeu no dia 14 de junho, a sétima batalha do Mundial de Motovelocidade. Na primeira corrida do dia, a da</span><span style="line-height: 1.6em;"> Moto3, uma prova super disputada, onde Danny Kent (#52), atual líderda temporada, continua usando a estratégia de poupar equipamento e ir com força máxima nas últimas voltas para conseguir  a vitória, o que novamente aconteceu. </span></p>

<p><img alt="Danny Kent (#52), um estrategista na Moto3" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/dannykent_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Na Moto2, </span><span style="line-height: 1.6em;">Johann Zarco tinha a pole, mas largou mal, após se envolver em confusão na primeira curva com outros pilotos. Se recuperou e na segunda metade da prova, e acompanhou de perto a disputa entre Tito Rabat – atual campeão na Moto2 – que assumiu a liderança após a largada e o novato Alex Rins. Resultado? Rins após calcular muito, passou Rabat, mas logo perdeu a posição para Rabat e Zarco. Na sequência, foi a vez de Rabat errar e perder a segunda posição para Rins. </span></p>

<p><img alt="Johann Zarco (#5) finalizou o final de semana com pole, vitória e mantendo a liderança" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/zarco_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Na MotoGP, a principal categoria, a corrida começou caótica. <u><strong><a href="http://carroonline.terra.com.br/motociclismoonline/noticias/competicoes-competicoes/suzuki-na-frente/?rlabs"><span style="color:#0000FF;">As Suzuki, que tinham a pole e o segundo lugar no grid</span></a></strong></u>, largaram mal e foram engolidas pela concorrência, Jorge Lorenzo, que venceu as últimas três provas, disparou na ponta, seguido pela Ducati de Andrea Dovizioso e pela Honda de Marc Márquez.</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Cal Crutchlow, piloto satélite da Honda, foi o primeiro a cair, logo na primeira volta, após contato com a Suzuki de Aleix Espargaró. Na segunda volta, foi a vez de outro piloto Honda abandonar a prova. Marc Márquez, o atual campeão, após errar feio a frenagem. Para não bater na traseira de Jorge Lorenzo – e sofrer penalização forte, caso Lorenzo tivesse caído – desviou do piloto Yamaha e caiu na área de escape. Andrea Dovizioso, também errou a frenagem no final da reta principal, quando tinha a terceira posição, e foi outro que abandonou a prova. Márquez e Dovizioso conseguiram voltar para a pista, mas apenas para voltar para o box da equipe.</span></p>

<p><img alt="Novamente, foi deste ângulo que a concorrência viu Jorge Lorenzo, que está de olho no título!" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/lorenzo2_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Com as quedas, Rossi foi subindo pouco a pouco e chegou à segunda posição, com Dani Pedrosa em terceiro. Faltando 5 voltas, Aleix Espargaró, que largou na pole, caiu e ficou fora da prova, quando estava em quarto, com 5 segundos de atraso para Pedrosa, que estava a 12 segundos de Rossi, isolado na terceira posição. No total, oito pilotos não terminaram a prova. Rossi até tentou alcançar Lorenzo, mas não conseguiu, cruzando a linha de chegada com apenas 0s885 de Lorenzo, que com 337,3 km/h de velocidade máxima e 165 km/h de velocidade média, venceu novamente EM mais uma vitória incontestável! Foi a primeira vez que Jorge Lorenzo conquistou quatro vitórias consecutivas na carreira. Em terceiro, para reduzir o prejuízo da Honda em mais uma etapa, Dani Pedrosa fecha o pódio – o seu primeiro na temporada, com imensos 19s455 atrás de Lorenzo. Após a próxima etapa, o regulamento impõe o congelamento da programação do módulo de injeção das motos, então a Honda terá duas semanas de muito trabalho para tentar melhorar a sua moto. Conseguirá?</span></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Na classificação geral, Valentino Rossi ainda é líder, com 138 pontos, apenas um a mais que Jorge Lorenzo, com 137. Atrás das duas Yamaha, estão as Ducati de Andrea Iannone (94 pontos) e de Andrea Dovizioso (83 pontos). Marc Márquez é o melhor piloto Honda, quinto colocado, com 69 pontos, exatamente metade dos 138 do líder. Complicou para o atual campeão conseguir o terceiro título na MotoGP…</span></p>

<p><img alt="Com apenas 1 ponto de vantagem, Valentino Rossi terá que lutar com Jorge Lorenzo por mais um título na MotoGP" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/rossi_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Uma detalhe é muito importante citar. Se Valentino Rossi não melhorar seu desempenho nos treinos qualificatórios, para largar na primeira fila, no máximo na segunda fila, não conseguirá lutar pelo título contra Jorge Lorenzo, colega de box e rival na disputa pelo título. Conseguirá o "Doutor" melhorar nos treinos a tempo de segurar a liderança da temporada? Façam suas apostas!</p>

<p>Na coletiva após a corrida, Lorenzo declarou que arriscou muito, principalmente nas três últimas voltas, pois queria evitar que Rossi conseguisse chegar nele, e para isso andou no limite, acima do que costuma fazer, para assegurar a vitória. Sobre a queda de Márquez, Lorenzo declarou que Márquez chegou a encostar na moto dele, mas não chegou a interferir na sua linha. Rossi declarou que quando Lorenzo está nessa grande fase, é praticamente impossível conseguir vencê-lo, largando da terceira fila do grid, e que fez o máximo possível. Pedrosa comentou sobre a melhora na sua condição física, que te deu mais confiança na pista. Declarou também que a Honda estava com ritmo abaixo das Yamaha, mas acredita que vão se recuperar. Quando questionados por uma jornalista, se nas últimas voltas, pensaram em uma reprise do final de prova em 2009 (vencido por Rossi), Lorenzo sorrindo declarou que "desejou que não". </p>

<p>A próxima etapa será no dia 27 de junho, em  Assen, a única corrida que é realizada no sábado de todo o calendário.</p>

Conteúdo Recomendado

Comentários