Card image
Competições
Borracheiro paulista vira piloto na Espanha

5 Minutos de leitura

  • Publicado: 01/10/2015
  • Por: admin

<p><img alt="Desde cedo Lucas teve contato com motos… mas como borracheiro" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/untitled-14_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Há pouco mais de dois anos, quando trabalhava como borracheiro na loja de pneus do tio, Lucas Torres jamais imaginou que moraria na Espanha para se dedicar integralmente ao motociclismo… Muito menos que seria considerado uma das maiores esperanças de um brasileiro disputando as principais categorias da motovelocidade mundial.</p>

<p><img alt="Lucas Torres venceu o primeiro campeonato do qual participou e hoje faz parte de uma equipe escola na Espanha" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/lucas12_620x467.jpg" style="opacity: 0.9; line-height: 20.8px; margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Tudo aconteceu de maneira rápida para o garoto franzino e tímido de apenas 16 anos. Envolvido com motocicletas por conta dos tios – seus grandes incentivadores – Joana Torres e Luciano Gomes, que vivem literalmente da motocicleta vendendo pneus, Lucas que mal sabia conduzir uma moto, disputou sua primeira corrida em 2013, na Honda Junior Cup, categoria-escola do campeonato SuperBike Brasil. Seu desempenho chamou a atenção dos instrutores, como o piloto e jornalista Gian Calabrese, que foi um dos primeiros a ver no garoto um talento nato e também lapidá-lo. O resultado veio da melhor maneira: a conquista do campeonato.</span></p>

<p><img alt="Junior Cup: começo com o pé direito e trofeu de campeão da temporada" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/lucas3_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>O ano seguinte seria determinante para Lucas. A conquista da Honda Junior Cup lhe rendeu um convite para fazer parte da equipe de Alexandre Barros – o ícone da motovelocidade nacional e um dos pilotos mais experientes do mundo – e disputar a GPR250, categoria base do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, um campeonato bem mais difícil. Nele, não só a moto era mais potente – uma Honda CBR 250 ao invés da CG 150 da Honda Junior Cup – como o nível dos pilotos mais elevado.</p>

<p><img alt="Na GPR250, correndo na Equipe de Alex Barros, o jovem piloto conquistou o vice-campeonato" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/lucas1_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Correndo contra adversários mais experientes, o garoto mais uma vez surpreendeu, ficando com o vice-campeonato. Esse feito foi fundamental para que seu passaporte para correr na Espanha fosse carimbado. Em fevereiro de 2016, Torres conseguiu uma vaga na Monlau, uma das escolas de formação de pilotos mais importantes. Dela já saíram “célebres alunos” como Alex Márquez, Jorge Navarro, Fabio Quartararo e María Herrera. </p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">A ida de jovem brasileiro para Monlau, gerenciada por Emilio Alzamora, tem total influência de Alexandre Barros. Nela, Torres faz parte do time Estrella Galícia 0,0, disputando a categoria Pré-Moto3 do Campeonato Espanhol de Velocidade.</span></p>

<p><img alt="Lucas sabe que é privilegiado, seu tutor é ninguém menos que Alex Barros" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/lucas7_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Durante a entrevista exclusiva que Lucas Torres concedeu à Motociclismo, o garoto nos disse que reconhece que a ajuda de Barros para guiar seus passos e lhe dar toques valiosíssimos foi fundamental para que ele se saísse bem. Segundo ele, “Estou na Espanha e na Monlau pelo meu esforço, mas também graças ao reconhecimento e a ajuda do Alex. Sem ele talvez não chegasse até aqui”, e completa: “Com as dicas do Alex, experimentei técnicas diferentes que me tornaram mais rápido”.</span></p>

<p><img alt="Lucas nos contou que com as dicas de Barros, sua evolução foi gigantesca" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/lucas15_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>Consciente, Lucas sabe que precisa correr atrás do prejuízo, já que comparado aos europeus, que iniciam no motociclismo com menos de um terço de sua idade, ele ainda precisa ganhar mais experiência e treinar o máximo possível para brigar de igual para igual com seus adversários se quiser evoluir e subir de categoria. Outra diferença de realidade entre os espanhóis e brasileiros, é a profusão de lugares para se treinar. “Na Espanha há muito mais pistas e todas elas bem mais técnicas e em melhor estado que as poucas que temos em condições no Brasil”, observa o jovem piloto.</p>

<p><img alt="A melhor colocação de Lucas foi um décimo terceiro lugar, o que é considerado bom em função do alto nível do Campeonato Espanhol" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/lucas11_620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>Apesar de ser um privilegiado, tendo como mentor, um ex-piloto do Mundial de Motovelocidade, Lucas nos contou que ser um piloto aluno na Monlau – que também forma mecânicos e engenheiros – é uma experiência que ele jamais imaginaria ter em sua vida. Nela todos os detalhes são levados a sério, por isso, além do treinamento com moto, sua alimentação e também os exercícios físicos recebem grande atenção. Mas reforça: “todos são muito exigentes na Monlau, buscamos resultados melhores a cada volta, o tempo todo”.</p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">“Aprendemos de tudo um pouco, desde passar ao engenheiro e aos mecânicos como a moto está se comportando, até como se posicionar na moto ou mesmo o momento de acelerar em uma saída de curvas”. Aliás, ele nos confidenciou que o começou foi um tanto difícil. Além da moto ser muito brava, tornando a tocada mais difícil e cansativa, ele precisou rever a maneira de atacar as curvas e de frear.</span></p>

<p><img alt="Nem nas féria Lucas tem descanso. O treinamento no Brasil foi no Supermoto" height="467" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/lucas9_620x467.jpg" style="margin:0 auto; display:block;" width="620" /></p>

<p>As chances de Lucas em subir de categoria aumentaram depois que a Monlau assinou um contrato no final de 2014 com a cervejaria Estrella Galícia e com a Equipe Marc VDS. Nele, foi firmada a possibilidade de pilotos de base progredirem para as categorias principais tudo em uma mesma estrutura.</p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Embora esteja vivendo um sonho, Lucas nos confessou que é muito difícil ficar longe da família e dos amigos no Brasil. Ele nos contou que há momentos em que a saudade realmente aperta. Apesar de pouca idade, o garoto nos mostrou maturidade e determinação, dizendo que usa a dor da saudade para lhe mover a treinar mais e mais para valer seu esforço.</span></p>

<p><img alt="Lucas (#21) em ação na Espanha" src="http://carroonline.terra.com.br//motociclismoonline/staticcontent/images/uploads/lucas_620x467.jpg" style="margin: 0px auto; display: block; width: 620px; height: 467px;" /></p>

<p>No ano de estreia, o ex-borracheiro da Freguesia do Ó em São Paulo, marcou seus primeiros pontos e seu melhor resultado, foi um 13º lugar – num grid com quase trinta pilotos –, o que é muito bom, afinal, é a primeira vez que ele conhece os circuitos em que seus adversários já disputaram dezenas de provas.</p>

<p><span style="line-height: 1.6em;">Dificuldades a parte, nem a alimentação diferente e o idioma incomodam ao jovem piloto. Quando perguntado sobre abdicar de tantas coisas e se dedicar tanto e se tudo está valendo a pena, ele não pestaneja em sua resposta: “estou fazendo o meu máximo, me dedicando e me focando em só um  objetivo, o de chegar na MotoGP e representar o Brasil”. Se depender de nossa torcida, garoto, isso acontecerá logo…</span></p>

Conteúdo Recomendado

Comentários