Card image
Competições
Binder salta da Moto3 para satélite da Yamaha na MotoGP

3 Minutos de leitura

  • Publicado: 21/10/2021
  • Por: Willian Teixeira

A Yamaha confirmou Darryn Binder como piloto de sua equipe satélite da MotoGP para a temporada 2022 ao lado do italiano Andrea Dovizioso, oficializado na função há algumas semanas.

Atualmente na Moto3, Darryn é irmão do sul-africano Brad Binder, piloto da equipe de fábrica da KTM. Ele firmou contrato com a Yamaha para 2022, com a opção de renovação automática por um ano. Ele vai ocupar a vaga que atualmente pertence ao multicampeão Valentino Rossi, que se aposenta no final do campeonato.

MotoGP: Binder é confirmado na satélite da Yamaha para 2022

Após dois anos de participação na Red Bull Rookies Cup, o sul-africano ingressou na Moto3 em 2015, tornando-se um dos destaques da categoria. Conhecido por sua ousadia e por saber aproveitar oportunidades nas corridas, o jovem de 23 anos obteve até o momento seis pódios, com uma vitória no GP da Catalunha de 2020. Atributos que o elegeram como o nome ideal para dividir a garagem com o experiente italiano Andrea Dovizioso.

O piloto não escondeu sua empolgação com o salto direto da Moto3 para a principal classe do Mundial de Motovelocidade. “Meu objetivo no início será encontrar o ritmo ideal e aprender o máximo possível para ficar cada vez mais forte ao longo da minha temporada de estreia. Já estou ansioso para pilotar a Yamaha YZR-M1 pela primeira vez no final desta temporada”, comenta Binder, que é o atual 6º colocado da Moto3, com 123 pontos.

MotoGP: Binder é confirmado na satélite da Yamaha para 2022

Leia mais:
Yamaha celebra 60 anos de competições com Série R especial
Equipe brasileira é 3ª no Mundial de Superbike
Bruno Crivilin encerra participação no Mundial de Enduro 2021

Para o diretor da Yamaha, Lin Jarvis, a principal missão da equipe satélite é desenvolver futuros talentos para a MotoGP. “Sabemos que ele é um piloto rápido e determinado. Obviamente, o avanço para o MotoGP é significativo e exigirá alguns ajustes, mas sentimos que ele está pronto, e terá apoio da Yamaha e da RNF MotoGP Team para este novo e emocionante desafio”, finaliza o dirigente.

Além de Binder, mais mudanças para a Yamaha: sai a SRT, vem a RNF

Além da contratação de Binder, a Yamaha firmou um novo acordo com a RNF MotoGP Team, atual Sepang Racing Team. O compromisso da marca dos diapasões com a equipe é válido para o próximo ano, mas pode se estender até 2024. Razlan Razali, atual chefe da equipe, segue no comando da escuderia, que tem compromisso firmado com a IRTA para disputar a MotoGP até 2026.

“As conquistas que compartilhamos juntos nos primeiros três anos de nossa parceria com vitórias, pódios, poles e prêmios têm sido memoráveis e nos motivam a alcançar vôos maiores”, comenta Razali.

Conteúdo Recomendado

Comentários