Sem dúvidas, um dos mais esperados lançamentos para o mercado brasileiro de motos é a primeira BMW abaixo de 500 cm³, a G 310R.

BMW G 310R

Aqui separamos 10 coisas que você precisa saber sobre esse modelo, que tem tudo para ser um dos mais importantes lançamentos de 2017 no Brasil.

1) A moto apareceu pela primeira vez oficialmente no Eicma (Salão de Milão), em novembro de 2015, mas um mês antes, os brasileiros tiveram a oportunidade de ver de perto uma versão levemente modificada para manobras (stunt), no Salão Duas Rodas.

2) A G 310R foi pensada para o mercado brasileiro, seu design é inspirado na tetracilíndrica S 1000 R e o estudo para o desenvolvimento desse modelo demorou 3 anos.

Com a cara da S 1000R, a G 310R agrada pelo visual bem resolvido

3) O motor é monocilíndrico, de 313 cm³, mas evite compará-lo apenas por esses dois dados com os da Honda Twister e Yamaha Fazer 250. Além de ter arrefecimento à líquido, sua disposição é diferenciada, rotacionado em 180º no chassi em comparação ao que temos hoje como padrão. Isso deixa o motor mais compacto e a moto, mais estreita (e ágil).  O motor rende 34 cv de potência máxima a 9.500 rpm, com pico de torque de 2,85 kgf.m a 7.500 rpm.

O bem acertado motor da G 310R é um dos seus destaques

4) A moto será montada em CKD (Complete knock down) na sua unidade fabril, inaugurada em outubro de 2016 em Manaus (AM), se a demanda for alta, o modelo poderá ser fabricado aqui, para reduzir custos.

Com a parceria da indiana TVS, a BMW construiu uma moto com seu DNA, e ao mesmo tempo com tudo que uma moto de baixa cilindrada precisa ter

5) A moto foi desenvolvida em parceria com a indiana TVS, grande fabricante de motos de baixa cilindrada, que tem no Brasil, um modelo sendo comercializado pela Dafra, a Apache 150.

6) A suspensão dianteira é telescópica invertida, com bengalas de 41 mm. Se você não lembra bem qual é a diferença da suspensão invertida, explicamos. Ela copia melhor as irregularidades do solo, ou seja, trabalha melhor, garantindo mais conforto e estabilidade ao motociclista.

As suspensões são invertidas e o freio, da Bybre, linha acessível da Brembo

7) Apesar do desempenho do motor sugerir o contrário, a G 310R é uma moto que poderia ser mais leve. Pesa 158,5 kg, enquanto a Honda CB Twister pesa 137 kg. A marca não considera como concorrente direta a KTM 390 Duke, mais potente e mais leve que a BMW. 

8) O alvo da BMW com a G 310R são iniciantes e mulheres (pela altura do assento e facilidade de pilotagem) além dos motociclistas que ficaram décadas sem pilotar e estão querendo voltar a acelerar, com algo seguro e acessível.

Mulheres motociclistas estão na mira da BMW com a G 310R

9) Com as pedaleiras levemente recuadas e o guidão baixo, a posição de pilotagem foi projetada para transmitir esportividade, sem comprometer o conforto.

10) A moto entrega mais do que se espera pelo visual e cilindrada, mas, o preço de venda, ainda não divulgado, será determinante para ser um sucesso de vendas, ou um fracasso. Esperamos um valor que não exceda R$ 22 000.

Não se engane com os 313 cm³ de cilindrada. Andamos nela e gostamos do que ela oferece

Curiosidade
A primeira moto monocilíndrica da BMW foi a R39, lançada em 1925. Com 247 cm³, tinha câmbio de 3 velocidades e comando de válvulas OHV. Seu chassi era derivado da R32, primeira motocicleta BMW. Com 10 litros de capacidade no tanque de combustível, pesava 110 kg. Com transmissão final por cardã, rendia 6,5 cv de potência máxima à 4.000 rpm. Não foi um sucesso de vendas, e em 2 anos, foram fabricadas apenas 855 unidades.

BMW R 39, a primeira moto da marca com motor monocilíndrico

Na sequência, surgiram a R2 (198cm³),  a R3 (300 cm³) e a R4 (400 cm³), todas monocilíndricas como a G 310R, fabricadas e comercializadas na década de 1930.

A BMW G 310R está prevista para chegar nas concessionárias no segundo trimestre de 2017. Vamos aguardar.

Veja Também